Siga o OTD

Brasil Zero Grau

Hóquei no Gelo do Brasil compete nos EUA para ‘aparecer’

Grupo de brasileiros vai competir no Amerigol Latam Spring Classic, organizado pelo Dallas Stars, da NHL, entre 24 e 27 de março de 2022

Hóquei no Gelo do Brasil Latam Cup
Brasil compete em torneios extraoficiais de hóquei no gelo nos EUA desde 2018 (Vodagraph/Latam Cup 2018)

É, sem dúvida, a modalidade olímpica de inverno com mais torcedores e, ao mesmo tempo, a mais difícil de desenvolver no país. Mas nem isso impede o hóquei no gelo do Brasil de tentar cativar os torcedores. A partir de amanhã, 24 de março, a modalidade novamente busca seu espaço com a disputa do Amerigol Latam Spring Classic, nos Estados Unidos.

Não se trata de uma competição oficial entre nações e, portanto, não é oficialmente a seleção brasileira.  Mas isso não significa que a competição não seja importante. É organizada pelo Dallas Stars, uma das franquias da NHL (a principal liga de hóquei no gelo do mundo) e tem como objetivo justamente desenvolver o esporte na América Latina.

“Isso nos ajuda a crescer o hóquei não por estarmos fazendo qualquer coisa, mas por esses jogadores da América Latina que vêm e têm a oportunidade de praticar o esporte”, comentou Al Montoya, ex-jogador de hóquei de origem cubana e atual diretor do Stars, ao site oficial da NHL.

O hóquei no gelo do Brasil possui filiação parcial na IIHF (Federação Internacional de Hóquei no Gelo) por não ter um rink nos padrões internacionais (30×60 metros). Dessa forma, o país não pode disputar os torneios oficiais de seleções, como as divisões classificatórias para o Mundial, e depende apenas de convites para partidas amistosas e de exibição.

Era o caso, por exemplo, do Pan-americano de Hóquei no Gelo, realizado entre 2014 e 2017 e organizado pela Federação Mexicana – o Brasil chegou a conquistar o bronze em 2015. Desde 2018, os jogadores brasileiros se reúnem e competem nos eventos apoiados pelo Amerigol, realizados nos Estados Unidos.

Evento quer expandir hóquei para América Latina

A disputa do Amerigol Latam Spring Classic é mais uma iniciativa de franquias da NHL para expandir o esporte na América Latina. Em Dallas, sede do evento na primavera estadunidense, a comunidade hispânica corresponde a 42% da população local. Na Flórida, que realiza a Latam Cup no segundo semestre, a influência latina também é grande.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Por conta disso, o torneio que acontece entre 24 e 27 de março conta com equipes de cinco países da região. Além do hóquei no gelo do Brasil, estão presentes também competidores da Argentina, Colômbia, Venezuela e Porto Rico. Poderiam ser mais, mas a organização deu apenas dois dias em fevereiro para os atletas confirmarem seus times no evento.

Mesmo com poucas equipes, a experiência tende a ser positiva. O Dallas Stars se comprometeu a oferecer tempo de gelo grátis para os atletas treinarem, arbitragem para o torneio, transporte durante a competição, refeições e até ingressos para quem quiser assistir ao jogo entre a equipe e o Vancouver Canucks pela NHL em 26 de março.

Hóquei no Gelo do Brasil quer avaliar novos atletas

Para os brasileiros, qualquer experiência no gelo é válida. Ainda que seja uma competição extraoficial, é uma chance de observar jovens atletas que podem representar o país na modalidade em desafios futuros. Por conta do pouco tempo para recrutamento, 90% dos jogadores convocados residem nos Estados Unidos.

Além de ver o desempenho de novos atletas, o objetivo do hóquei no gelo do Brasil é chegar, pelo menos, às semifinais do torneio. Depois, a ideia é aprofundar a preparação para a Latam Cup, que deve acontecer em setembro, na Flórida, e que reúne não só a disputa masculina, mas também a feminina e categorias de base (sub-12, 14 e 16).   

“É sempre importante ter eventos assim. Uma franquia da NHL convidando para participar de um campeonato significa que querem incentivar o hóquei na América do Sul e que novos atletas latinos comecem a jogar. É o começo de algo muito grande”, explicou Bruno Gomes, responsável pela equipe brasileira.

CBDG foca no hóquei 3×3 para os Jogos da Juventude

A equipe de brasileiros que vai competir no Amerigol Latam Spring Classic não possui relação com a Confederação Brasileira de Desportos no Gelo – ainda. A entidade tem como política não apoiar e participar de competições extraoficiais nas modalidades de gelo – ainda que seus atletas filiados sejam livres para competirem nesses eventos de forma independente.

Porém, para a Latam Cup em setembro, a entidade planeja apoiar e montar uma base para o hóquei no gelo do Brasil. Os atletas que residem nos Estados Unidos e na Europa integrarão essa equipe e os jogadores aqui do Brasil serão recrutados por meio de seletivas. A proposta é que o torneio seja dividido entre seleções e clubes, até para ganhar maior respeito pela IIHF.

+ O BRASIL ZERO GRAU TAMBÉM ESTÁ NO TWITTER, NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM! SIGA!

Além disso, os planos da CBDG para a modalidade passam pelo desenvolvimento de crianças e adolescentes por meio do programa Hockey School, que acontece na Arena Ice Brasil, em São Paulo. O objetivo é formar uma equipe de 3×3 (ou seja, três jogadores na linha) e pleitear uma vaga nos Jogos da Juventude de Inverno no futuro.

Confira os jogadores brasileiros e a tabela do Amerigol Latam Spring Classic

Goleiros: Rafael Gonçalves e Allen Ruane

Defensores: Cameron Ferraz, Ronald Gaglianone, Alexandre Kazuo e Michel Sousa

Atacantes: Breno Amaral, Bruno Branco, Timmy Dixon, Bruno Gomes, Lucas Miranda, Vinicius Morais, Marcelo Neves e Tassio Pereira

Abaixo os quatro jogos do hóquei no gelo do Brasil na primeira fase do Amerigol Latam Spring Classic. Os jogos terão transmissão gratuita pela plataforma de streaming PSSNPlay (é preciso apenas se cadastrar e fazer o login). Os horários são do Brasil:

24/3 – 20h45 – Brasil x Venezuela

25/3 – 12h15 – Brasil x Porto Rico

25/3 – 22h15 – Brasil x Colômbia

26/3 – 11h00 – Brasil x Argentina

26/3 – 14h45 às 17h30 – semifinais

27/3 – 15h00 – final

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Brasil Zero Grau