Siga o OTD

Tóquio 2020

Keila Costa mira inédita quinta participação olímpica no atletismo

Aos 37 anos, Keila Costa concilia treinos com cargo de secretária de esportes na cidade onde nasceu e espera conseguir índice para estar em Tóquio

Keila Costa participou dos Jogos de Atenas-2004, Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016 (Wagner Carmo/CBAt)

Keila Costa mira inédita quinta participação olímpica no atletismo

Keila Costa completou 37 anos no último sábado. Com a carreira recheada de conquistas como as medalhas de bronze no salto em distância no Mundial de Doha e no salto triplo no Mundial Juvenil de Kingston-2002, e as pratas no salto triplo nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015 e no Rio-2007, e no salto em distância no Rio-2007, a atleta pode ser a única representante do atletismo a participar de cinco Jogos Olímpicos.

Depois de ter disputado Atenas-2004, Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016, Keila Costa sonha com a vaga em Tóquio-2020. O diferencial este ano é que ela tem novas preocupações. “Mais do que o índice olímpico, quero mostrar para os jovens atletas que ter disciplina e comprometimento com os sonhos vale a pena”, afirmou. “Se uma criança ou adolescente conseguir transformar a própria vida através da minha história eu já cumpri minha missão na vida.”

+Após doping e série de lesões, Ana Cláudia Lemos volta com foco em Tóquio

Em dezembro de 2020, Keila Costa mostrou estar em forma ao ganhar duas medalhas em suas provas no GP Brasil – prata no triplo e bronze no distância – e duas de prata no Troféu Brasil de atletismo – ambas representando a equipe Atletas com Futuro, de Pernambuco. Antes, no Troféu Norte-Nordeste, levou ouro nas duas especialidades, no Recife.

Apesar de se manter firme na ativa no atletismo, Keila Costa vive um momento novo em sua vida. Desde o dia 1º de janeiro, ela é secretária municipal de Esportes, Turismo, Cultura e Lazer de Abreu e Lima, sua cidade natal, no interior pernambucano. “O desafio é grande, talvez o maior que já enfrentei, mas só de poder tentar ajudar o esporte da cidade em que eu dei os primeiros passos no atletismo é muito motivador”, disse a atleta. “Espero poder ajudar e inspirar as crianças de Abreu e Lima a seguirem o meu caminho.”

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Por causa da nova atividade, ela teve de conciliar os treinos com o trabalho. “Estou treinando em horários diferentes que eu já treinei. Após o expediente eu descanso e sigo para o Recife para realizar os treinamentos na pista do Parque Santos Dumont por volta das 17 horas e sigo até por volta das 19:30”, lembrou. “Meu objetivo é fechar a temporada 2021 com mais uma Olimpíada no currículo, mas sei que será difícil, mas vou tentar até a última chance.”

Mais em Tóquio 2020