Siga o OTD

Tóquio 2020

Ana Patrícia e Rebecca caem nas quartas de Tóquio para dupla suíça

Dupla brasileira é superada nas quartas e encerra chances de medalha no vôlei de praia feminino em Tóquio

(Miriam Jeske/COB)

Ana Patrícia e Rebecca caem nas quartas de Tóquio para dupla suíça

Os Jogos Olímpicos de Tóquio acabaram para Ana Patrícia e Rebecca. A dupla brasileira acabou superada pelas suíças Verge-Depre e Heidrich por 2 sets a 1, parciais de 21/19, 18/21 e 15/12 e deu adeus à competição nas quartas de finais na disputa olímpica do vôlei de praia feminino.

Com a derrota de Ana Patrícia e Rebecca, o Brasil já não tem mais representantes na chave feminina do vôlei de praia. Esta é a primeira vez que o país fica de fora da semifinal da modalidade em Olimpíadas. Após a partida, Ana Patrícia revelou ter passado por grave problemas na noite anterior à partida decisiva, inclusive desmaiando por conta de uma hipoglicemia. Rebecca avaliou a participação da dupla após a disputa olímpica.

+Veja tudo sobre o vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de Tóquio

“Pressão sempre existe. Brasil já ganhou muitas medalhas no vôlei de praia e isso já é uma pressão. Estamos tristes com o esse quinto lugar, mas felizes por tudo o que fizemos até aqui, a luta que é para chegar aqui, são muitas duplas boas no Brasil, mas só duas podem jogar os Jogos Olímpicos. Eu sei o quanto a Ana Patrícia lutou nesse jogo, ela sentiu muito. Sabia que seria um jogo ainda mais difícil não só pelas adversárias. Mas estou feliz com o que ela se doou no jogo, em vários momentos do jogo ela pensou em desistir e eu fiquei do lado dela para a gente seguir até o fim. Eu saio muito grata dos Jogos, sabemos que demos nosso máximo, vamos voltar a treinar e chegar em Paris melhor ainda”, avaliou Rebecca.

Na disputa masculina, Alison e Álvaro são os únicos remanescentes do Brasil. Eles avançaram às quartas e terão pela frente Plavins e Tocs, da Letônia, os algozes de Evandro e Bruno Schmidt. O duelo será na próxima terça-feira (4), a partir das 22h.

O jogo

O primeiro set foi equilibrado até a primeira metade, quando as duas duplas mantinham um ótimo aproveitamento nos contra-ataques e a vantagem não passava de um ponto para cada lado. No entanto, a dupla suíça aproveitou um momento de desconcentração de Ana Patrícia e Rebecca e conseguiram abrir quatro pontos de vantagem. A vantagem foi administrada até o fim, quando a dupla suíça chegou ao set point com quatro chances de fechar a parcial. A dupla brasileira até esboçou uma reação com três pontos na sequência, porém Heidrich e Verge-Depre conseguiu fechar a parcial em 21 a 19.

vôlei de praia Tóquio Ana Patrícia e Rebecca
Ana Patrícia e Rebecca acabaram eliminadas nas quartas de finais (Miriam Jeske/COB)

Na segunda parcial o que se viu foi completamente o inverso da primeira parcial. Mais ligadas na defesa e contando com uma Rebecca inspiradíssima nas viradas de bola, a dupla brasileira foi melhor durante quase toda a parcial e não demorou para abrir uma vantagem considerável de cinco pontos. Na reta final, a dupla suíça até ameaçou uma reação, porém Ana Patrícia e Rebecca conseguiram empatar a partida fechando o set em 21 a 18.

+ RECEBA NOTÍCIAS NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

No tie-break, a dupla brasileira errou demais e sofreu logo no começo da parcial. Com a vantagem, a experiente dupla suíça soube forçar no momento certo e confirmou a sua classificação sem grandes problemas na parcial.

Mais em Tóquio 2020