Siga o OTD

renan dal zotto Brasil x Tunísia vôlei masculino jogos olímpicos

Tóquio 2020

Na volta de Renan Dal Zotto, Brasil leva susto, mas faz 3 a 0 na Tunísia

Na volta de Renan Dal Zotto, recuperado da Covid-19, Brasil estreia com vitória nos Jogos Olímpicos

FIVB

Na volta de Renan Dal Zotto, Brasil leva susto, mas faz 3 a 0 na Tunísia

Depois de assistir pela televisão a conquista da Liga das Nações, ainda em recuperação da Covid-19, que o levou a ser entubado e internado, Renan Dal Zotto voltou em grande estilo a comandar a seleção brasileira de vôlei masculino. Na beira da quadra, o treinador viu sua equipe não fazer uma partida brilhante, levar susto nos dois primeiros sets, mas vencer a Tunísia por 3 a 0 na estreia dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Eu estou feliz demais, claro, pela vitória mesmo com o time sofrendo bastante durante os dois primeiros sets por causa da ansiedade, mas o time superou isso e foi muito bom depois. Agora, falando de mim pessoalmente, eu estou muito feliz porque foi uma batalha muito grande para me recuperar em tempo recorde e ter a chance de estar aqui. Ainda não estou 100%, ainda faço a minha recuperação, mas estou apto a fazer o que precisa ser feito: estar ali orientando, vibrando, chamando a atenção ou elogiando, tanto faz, estou apto para isso. O fôlego está bom, a resistência está boa, não para fazer uma maratona, mas para dirigir está tudo tranquilo”, afirmou o treinador depois da partida.

brasil x Tunísia jogos olímpicos tóquio 2020 vôlei masculino
Depois de sofrer nos dois primeiros sets, Brasil ganhou fácil o terceiro (FIVB)

Os jogadores também estavam felizes pela volta de Renan Dal Zotto. Ter o chefe de novo por perto foi mais uma motivação para a estreia. “A gente esperou muito por esse momento. Foi um momento de muita apreensão quando a gente estava nos treinos lá em Saquarema e ele ficou doente antes da viagem para a Liga das Nações. Tê-lo agora é uma inspiração por tudo o que ele passou e ter tido essa força para sair dessa. A gente teve uma conversa aqui no Japão no dia do aniversário dele e ele contou todo o processo que ele passou pra todo mundo. Foi o nos deu a dimensão do que ele passou e por isso vamos fazer de tudo para dar um grande presente para ele aqui”, contou Bruninho.

+ TABELA, GRUPOS, FAVORITOS E MAIS: CONFIRA TUDO SOBRE O VÔLEI MASCULINO EM TÓQUIO

Mas Renan teve mais trabalho do que esperava. O Brasil não fez um bom jogo especialmente nos dois primeiros sets e contou com tempos precisos pelo treinador e também com os desafios chamados por ele para se recuperar e virar os placares. Com Ben Tara jogando muito bem, a Tunísia chegou a fazer 13 a 8 e só perdeu a liderança do placar quando a equipe brasileira passou na frente em 17 a 16. Ainda assim, o duelo continou duro até o fim com os atuais campeões olímpicos fechando apenas em 25 a 22.

No segundo set, novamente com Ben Tara como destaque, a Tunísia voltou a dificultar a vida do Brasil. O placar estava em 14 a 10 para os africanos quando Renan Dal Zotto parou o jogo. Depois das instruções do treinador, a seleção brasileira voltou completamente diferente para a quadra e atropelou a Tunísia. O time marcou 15 dos 21 pontos seguidos para fechar em 25 a 20.

+ SIGA OS BASTIDORES DOS JOGOS NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK DO OTD

“Ele dá esporro. Gente, ele está 100%. Está muito bem, de verdade, não dá uma mancada. Ele está inteirão mesmo e a gente está muito feliz com tudo isso”, afirmou Douglas Souza, que teve participação fundamental no crescimento da equipe depois que Renan o colocou em quadra.

“Eu tenho o Douglas como titular. Se tiver qualquer problema com Lucarelli ou Leal, ele está apto para jogar e, se precisar, vai estar. O mais bacana é que ele vem entrando e dando conta do recado o tempo todo. Não é fácil vir do banco, mas ele está jogando muito feliz e dá outra dinâmica para o jogo”, elogiou Renan.

Douglas Souza brasil x Tunísia jogos olímpicos tóquio 2020 vôlei masculino
Douglas Souza entrou no lugar de Leal e foi um dos grandes destaques do jogo (FIVB)

Depois dos sustos nos dois primeiros sets, o massacre previsto para o jogo aconteceu apenas na terceira parcial. Logo de cara, o Brasil disparou no placar, marcando logo de cara 5 a 1. Não deu nem tempo da Tunísia tentar reagir e a vantagem já era de nove pontos em 13 a 4. A partir daí, foi só administrar para chegar à vitória por 25 a 15.

Ao final da estreia do Brasil no vôlei masculino, Wallace foi o maior pontuador do Brasil com 13 pontos, seguido por Douglas Souza, que começou no banco, mas entrou muito bem, e Lucarelli, que fizeram dez. Do lado tunisiano, Ben Tara fez 13.

CONFIRA O PERFIL COMPLETO DE TODOS OS JOGADORES DO BRASIL

Levantadores:
Bruninho (Modena/Itália)
Cachopa (Sada Cruzeiro)

Opostos:
Wallace  (Sada Cruzeiro/Brasil)
Allan (Kuzbass Kemerovo/Rússia)

Ponteiros:
Leal (Modena/Itália)
Lucarelli (Trentino/Itália)
Douglas Souza (Taubaté)
Maurício Borges (Vibo Valentia/Itália)

Centrais:
Maurício Souza (Minas)
Lucão (Campinas/Brasil)
Isac (Sada Cruzeiro/)

Líbero:
Thales (Taubaté)

AO VIVO: Brasil x Tunísia – seleção brasileira de vôlei masculino – Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Mais em Tóquio 2020