Siga o OTD

Carol Gattaz e Ana Cristina

Tóquio 2020

Carol Gattaz e Ana Cristina formam dueto fora da quadra e soltam a voz

Carol Gattaz e Ana Cristina, da seleção de vôlei feminino, encantam com apresentações de piano e voz em Sagamihara, uma das bases do Brasil no Japão

Jonne Roriz/COB

Carol Gattaz e Ana Cristina formam dueto fora da quadra e soltam a voz

Carol Gattaz e Ana Cristina dividem uma outra paixão além do vôlei. Estreantes em Jogos Olímpicos, as jogadoras têm aproveitado alguns momentos de folga em Sagamihara para embalar a seleção com boa música.

Carol Gattaz sempre gostou de cantar, mas passou a levar o hobby mais a sério na pandemia, quando fez lives solidárias. Nascida no interior de São Paulo, a central gosta de soltar a voz nas músicas sertanejas. Ana, por sua vez, aprendeu a tocar piano com o pai, que se apresenta na igreja. 

-Tamires vê seleção bem preparada e projeta duelo com a Holanda

Quando viu o instrumento no espaço do Time Brasil no hotel em que o time estava hospedado, em Sagamihara, a ponteira não resistiu. E Carol se juntou a ela no dueto.

“Eu sempre gostei de cantar no chuveiro”, brincou Carol Gattaz. “Na pandemia surgiu a oportunidade de fazer lives solidárias e ajudar as pessoas. Mas é só um hobby, não é nada profissional. E aqui na seleção tem a Aninha, que é um super talento, toca violão, piano e tem uma voz super gostosa. Nós cultivamos a mesma paixão pela música.”

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Ana Cristina, que também toca na igreja como o pai, tem investido no estudo da música. “Voltei a estudar há um tempo atrás e estou me aperfeiçoando aos poucos. Foi incrível tocar com a Carol. Ela é uma cantora excelente, minha duplinha para sempre”, disse Aninha.

Mais em Tóquio 2020