Siga o OTD

Minas Visando o Japão, Sheilla afirma estar perto do seu melhor

Vôlei

Minas e Sheilla seguem em negociação para a renovação

Segundo site, atleta e o clube mantém negociações para a temporada 2020/2021

Oposta e clube mineiro ainda não chegaram em acordo para a temporada (Divulgação FIVB)

Minas e Sheilla seguem em negociação para a renovação

O futuro ainda é incerto. Depois de retornar para as quadras na última temporada, a oposta Sheilla não sabe por quem irá atuar em 2020/2021. Segundo o site “WebVôlei”, a atleta e o Minas, time que defendeu na temporada 2019/2020 do vôlei, seguem em negociação para a renovação de contrato. 

As negociações já acontecem há algum tempo, mas ainda não é dada como encerrada por nenhum dos lados. O Minas foi um dos clubes mais afetados por conta da pandemia do coronavírus. Ainda mantém sua sede social fechada para sócios e como as taxas pagas pelos associados tiveram que ser reduzidas, o orçamento do clube foi afetado. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Somado a isso, existe o componente da incerteza. Não só da parte esportiva, ainda sem saber direito como será o calendário da próxima temporada e como será a Superliga, mas também dos patrocinadores. Ainda que o processo da retomada econômica tenha acontecido em algumas regiões, as empresas não tem certeza de como serão os próximos meses. 

Mercado enfraquecido 

Por conta desse cenário, as opções para Sheilla não são grandes. Com muitas equipes sem saber o tamanho do orçamento que terão para a temporada que se inicia e com outros times já com o elenco fechado, como é o caso de Osasco e Flamengo/Sesc, a oposta aguarda uma definição. 

+ Saiba porque o vôlei masculino foi mais afetado que o feminino

Uma alternativa encontrada por algumas jogadoras nesta temporada foi sair do país e atuar na Europa. Para Sheilla, que já possuí experiência internacional, essa não é uma opção tão prática por causa de suas filhas, Liz e Ninna, que tem pouco mais de 1 ano e 6 meses. 

Vaga no elenco

Quando se analisa o elenco do Minas, é possível afirmar que ainda existe lugar para Sheilla. Com a saída de Bruna Honório para a Polônia, o elenco mineiro se reforçou com a americana Danielle Cuttino, mas ainda há uma vaga em aberto para uma aposta.

Para a temporada de 2020/2021, o Minas já conta com Macris, Leia, Thaisa, Carol Gattaz e a ponteira Kasiely está encaminhada. Além delas e da oposta americana, o time de Belo Horizonte contratou Pri Heldes, Lara, Hodge e Pri Daroit. 

Mais em Vôlei