Siga o OTD

Tóquio 2020

Ana Patrícia e Rebecca perdem a segunda, mas avançam às 8ªs

Ana Patrícia e Rebecca conhecem a segunda derrota, mas avançam e agora aguardam para conhecer o seu caminho na competição

(Miriam Jeske/COB)

Ana Patrícia e Rebecca perdem a segunda, mas avançam às 8ªs

Ana Patrícia e Rebecca conheceram nesta sexta-feira (30) a sua segunda derrota na disputa do vôlei de praia feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Enfrentando as norte-americanas Claes/Sponcil, a parceria brasileira até largou na frente vencendo o primeiro set, porém levou a virada e perdeu o confronto por 2 sets a 1, parciais de 21/17, 19/21 e 15/11.

+ Confira TUDO sobre a disputa do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de Tóquio

A derrota foi o segundo revés de Ana Patrícia e Rebecca nos Jogos Olímpicos. Com isso, a parceria fecha a fase de grupos com uma vitórias e dois revés. Apesar da campanha negativa, a dupla brasileira está garantida na próxima fase da competição e agora espera o encerramento da fase de grupos para saber o seu próximo adversário.

Ana Patrícia e Rebecca vôlei de praia Tóquio
Ana Patrícia e Rebecca esperam agora a definição do seu caminho na próxima fase (Miriam Jeske/COB)

Vale lembrar que as duas melhores duplas se classificam para as oitavas de final. Das parcerias que ficarem em terceiro lugar, as duas melhores também vão para as oitavas. As outras quatro disputam uma repescagem em busca das duas vagas restantes. As brasileiras, então, vão precisar esperar o fechamento da fase de grupos para conhecer o seu caminho no chaveamento final.

O jogo

A dupla brasileira começou bem no confronto. Com Rebecca tendo uma ótima atuação ofensiva e Ana Patrícia conseguindo ter uma boa média nos bloqueios e ações na rede, a parceria do Brasil permaneceu a maior parte da primeira parcial na liderança. Na parta decisiva do set, Ana Patrícia e Rebecca emendaram uma bela sequência e fecharam a parcial em 21 a 17.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Na segunda parcial, as norte-americana foi melhor. Conseguindo sair da marcação de Ana Patrícia na rede e contando com muitos erros da dupla brasileira, Sponcil e Claes conseguiram abrir cinco pontos de vantagem durante a parcial. Na reta final, a dupla brasileira até conseguiu esboçar uma reação, porém a boa diferença em favor das norte-americanas prevaleceu.

No tie-break a dupla brasileira começou muito mal e viu as norte-americanas abrirem cinco pontos de vantagem rapidamente. Ana Patrícia e Rebecca até conseguiram voltar a pontuar, porém a parceria dos Estados Unidos soube administrar bem a diferença já havia criado e fechou a partida sem grandes problemas.

Mais em Tóquio 2020