Siga o OTD

seiko hashimoto

Tóquio 2020

Seiko Hashimoto é a nova presidente do Comitê Organizador dos Jogos

Nova presidente do Comitê Organizador de Tóquio-2020, Seiko Hashimoto é ex-atleta, disputou sete Olimpíadas e ganhou uma medalha de bronze

Seiko Hashimoto é ex-atleta, foi chefe de missão no Japão na Rio-2016 e era ministra da Olimpíada (Divulgação)

Seiko Hashimoto é a nova presidente do Comitê Organizador dos Jogos

Um dos maiores nomes do esporte japonês, medalhista olímpica de bronze na patinação de velocidade, Seiko Hashimoto, de 56 anos, foi nomeada nesta quinta-feira presidente do Comitê Organizador de Tóquio-2020 ao aceitar o cargo vago após a renúncia de Yoshirō Mori na semana passada.

Seiko Hashimoto se encontrou com o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga e deixou o cargo de ministra da Olimpíada antes de aceitar ser chefe do Comitê Organizador dos Jogos.

O nome de Seiko Hashimoto foi proposto para o cargo pelo Comitê de Seleção de Candidatos encarregado de escolher o sucessor de Mori. “Não pouparei esforços para o sucesso dos Jogos de Tóquio”, disse Hashimoto.

Nomear uma mulher para o cargo foi uma reação ao fato de Yoshiro Mori ter renunciado por causa da pressão mundial que recebeu por ter feito declarações machistas numa reunião do Comitê Organizador de Tóquio-2020.

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse que nomear uma mulher para liderar o Comitê Organizador “envia um sinal muito importante com relação à igualdade de gênero”.

“Com sua grande experiência olímpica, tendo conquistado uma medalha, participado de sete edições dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Olímpicos de Inverno, e tendo liderado a delegação do Japão aos Jogos Olímpicos várias vezes, ela é a escolha perfeita para esta posição”, acrescentou Bach .

“Ela vai garantir que o foco nos meses finais de preparação permaneça na experiência dos atletas enquanto planeja todas as contra-medidas necessárias do COVID-19.”

Seiko Hashimoto foi confirmado como sucessor de Yoshirō Mori durante uma reunião do Conselho Executivo do Tokyo 2020 © Getty Images
Seiko Hashimoto foi confirmada como sucessora de Yoshirō Mori (Getty Images)

O presidente do Comitê Paraolímpico Internacional, Andrew Parsons, disse que era “essencial não perder tempo” para substituir Mori e saudou a nomeação de Hashimoto.

“Ela conhece o ambiente dos Jogos bem como uma atleta olímpica sete vezes e ex-ministra dos Jogos, está bem conectada politicamente e trará um ponto de vista forte do atleta ao Comitê Organizador”, disse Parsons.

“Como ex-Ministra de Estado da Igualdade de Gênero e Ministra Responsável pelo Empoderamento das Mulheres, espero que ela use os Jogos como uma plataforma para fazer avançar a agenda de diversidade e inclusão, não apenas em termos de gênero, mas sexualidade, raça e , mais importante, pessoas com deficiência. “

A CARREIRA OLÍMPICA DE SEIKO HASHIMOTO

Seiko Hashimoto disputou sete Jogos Olímpicos, recorde absoluto entre os japoneses. Foram quatro edições de inverno como patinadora de velocidade e três de verão como ciclista.

Ela era mais conhecida pela patinação de velocidade, modalidade em que ela ganhou a medalha de bronze nos 1.500 m nos Jogos de Albertville em 1992.

Perto do final de sua carreira esportiva, ela ingressou na política e, como membro do Partido Liberal Democrata, foi nomeada ministra da Olimpíada em setembro de 2019.

Ela também atuou como vice-presidente do Comitê Olímpico Japonês, como membro do Conselho Executivo de Tóquio-2020 e como chefe de missão da delegação japonesa nos Jogos Rio-2016.

Mais em Tóquio 2020