Siga o OTD

Flavia Saraiva, da ginástica artística

Tóquio 2020

Copas do Mundo canceladas mudam qualificação olímpica da ginástica

Com o cancelamento de duas etapas da Copa do Mundo de individual geral, que seriam na Europa, o sistema de qualificação olímpica da ginástica artística foi alterado

Flávia Saraiva é, por enquanto, a única brasileira classificada na ginástica artística feminina para Tóquio (Jonne Roriz/COB)

Copas do Mundo canceladas mudam qualificação olímpica da ginástica

A Federação Internacional de Ginástica (FIG) confirmou nesta quarta-feira o cancelamento das etapas da Copa do Mundo de individual geral de Stuttgart e de Birmingham. Com isso, haverá alterações no sistema de qualificação olímpica da modalidade tanto no masculino como no feminino.

O circuito da Copa do Mundo de individual geral era originalmente composto por quatro etapas, mas apenas a de Milwaukee, nos Estados Unidos, aconteceu ano passado antes da pandemia, enquanto as outras três foram adiadas para 2021.

A segunda onda do pandemia, no entanto, causou o aumento das proibições de entrada na Europa, reduzindo drasticamente a capacidade de atletas estrangeiros de participarem de eventos no continente. Por causa disso, a etapa de Stuttgart da Copa do Mundo foi cancelada há alguns dias e a de Birmingham tomou o mesmo caminho nesta semana. Por enquanto, a única etapa do circuito que permanece confirmada é a de Tóquio, que será em 4 de maio e servirá como evento-teste para os Jogos Olímpicos.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Pelas regras do sistema de qualificação olímpica da ginástica artística, pelo menos três da quatro etapas da Copa do Mundo de individual geral precisariam ser disputadas para validar os resultados como classificatórios para os Jogos.

Assim, as vagas foram realocadas para países com melhores resultados por equipes no Mundial de ginástica artística de 2019. Os seguintes países, portanto, obtêm uma vaga adicional não nominativa para Tóquio-2020: Rússia, China e Japão no masculino e Estados Unidos, China e Rússia no feminino.

Até o momento, 82 das 98 vagas masculinas já foram preenchidas, enquanto 84 das 98 femininas já foram definidas. As vagas restantes em jogo serão alocadas por meio da Copa do Mundo de Aparelhos (cuja fase final está agendada para 10 a 13 de março em Doha e os campeonatos continentais.

O Brasil conseguiu a classificação completa da equipe masculina no Mundial de 2019, mas tem apenas Flávia Saraiva classificada no feminino. O país tentará mais vagas entre as mulheres no Campeonato Pan-Americano, que será disputado no país.

Mais em Tóquio 2020