Siga o OTD

Tóquio-2020 - Coronavírus - Jogos Olímpicos

Tóquio 2020

COI desmente jornal e nega cancelamento de Tóquio-2020

COI nega com veemência informação veiculada pelo “The Times” de que governo japonês já havia decido a cancelar os Jogos e reafirma compromisso de realizar o evento neste ano

Tóquio 2020 foi adiado para 2021 por causa do coronavírus (Divulgação/Tóquio 2020)

COI desmente jornal e nega cancelamento de Tóquio-2020

O COI (Comitê Olímpico Internacional) e autoridades japonesas voltaram a negar categoricamente, nesta sexta-feira (22), a possibilidade de cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 por conta da pandemia do coronavírus.

A reação sai um dia após o jornal inglês “The Times” ter publicado uma nota na qual dizia que o governo japonês havia chegado à conclusão, de maneira privada, de que os Jogos teriam de ser cancelados, ainda que com a chegada das vacinas. Faltaria definir apenas a forma como isso seria comunicado ao público. A publicação diz, ainda, que haveria uma negociação para o Japão voltar a ser sede em 2032.

+Tóquio-2020 terá redução de atletas na cerimônia de abertura

Em nota, o COI referiu-se às informações como “categóricas inverdades”. E reafimou, então, o compromisso de realizar a Olimpíada de Tóquio-2020 em julho deste ano, impletando todas as medidas de segurança em relação à crise sanitária mundial.

“Algumas notícias circulando dizem que o governo do Japão concluiu privadamente que as Olimpíadas de Tóquio terão de ser canceladas por causa do coronavírus. Isso é uma categórica inverdade. Em uma reunião do Comitê Executivo em julho do ano passado, ficou acordado que a cerimônia de abertura será realizada em 23 de julho deste ano. Então todas as partes envolvidas têm trabalhado juntas para preparar uma Olimpíada bem-sucedida neste verão”.

COI Jogos Tóquio 2020 pandemia coronavírus
Nota do COI

Outras manifestações

Em entrevista à agência de notícias “Reuters”, Yasuhiro Yamashita, presidente do Comitê Olímpico do Japão, também negou a possibilidade de cancelamento do Jogos. E chamou a reportagem do jornal inglês de “falsa” e “invenção”.

+Bach reafirma que Jogos serão realizados conforme o programa

O Comitê Paralímpico Internacional, presidido pelo brasileiro Andrew Parsons, foi outra entidade que se manifestou e, em nota, disse que está seguro da realização de Tóquio-2020.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Em comparação com março de 2020, agora sabemos muito mais sobre como o vírus se comporta e como organizar eventos esportivos seguros. E somos encorajados pelo lançamento internacional de várias vacinas. Também estamos confiantes de que o extenso programa de testes a ser implementado antes, durante e depois dos Jogos ajudará a minimizar o risco de transmissão do vírus”.

Mais em Tóquio 2020