Siga o OTD

Tóquio 2020

Japão planeja testes a cada quatro ou cinco dias nos atletas

Organização dos Jogos de Tóquio-2020 pretende realizar testagem sistemática de atletas e liberar a presença de público do mundo todo

Toshiro Muto, CEO do Comitê Organizador de Tóquio (Reprodução/olympic.org/arquivo)

Japão planeja testes a cada quatro ou cinco dias nos atletas

De acordo com um relatório provisório publicado pelos organizadores de Tóquio-2020, os atletas precisarão fornecer um teste de Covid-19 negativo realizado em menos de 72 horas antes de chegarem ao Japão para a Olimpíada e serão testados “a cada 96-120 horas” durante o período que permanecerem no país.

O planejamento inicial também prevê um centro de testes para a Covid-19 na Vila do Atletas para exames antes e depois das competições, segundo à “Agência Brasil”. Já sobre a presença de público, o Japão estuda liberar a entrada de pessoas do mundo todo, mas isso ainda será mais amplamente discutido.

A organização dos Jogos também pretende trabalhar para que os atletas que já tiverem competido possam deixar o Japão o mais rápido possível

“Queremos ter consideração dos atletas, para que não haja muita concentração de pessoas na Vila”, disse o diretor-executivo de Tóquio 2020, Toshiro Muto, a repórteres. “Depois que os Jogos terminarem, queremos que os atletas voltem para casa o mais cedo possível.”

O que já está definido é que os atletas e outros envolvidos no evento que chegarem para os Jogos estarão isentos da quarentena obrigatória de 14 dias para entrarem no Japão.

Tóquio 2020 Tóquio-2020 Jogos Olímpicos de Tóquio Olimpíada de Tóquio Estádio Olímpico Anéis Olímpicos covid-19
(divulgação/Tokyo2020)

Público

Durante as negociações entre o comitê organizador de Tóquio2020, o governo japonês e o Governo Metropolitano de Tóquio, foram discutidas outras diretrizes de como a capital do Japão planeja receber o público que irá acompanhar os Jogos, adiados para o ano que vem.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

O Japão está considerando permitir a presença de espectadores do exterior, isentando-os de sua exigência de quarentena de 14 dias se forem de países onde há menos casos de vírus. Mas essa ainda é uma ideia e será trabalhada até que se bata o martelo, informou o “Kyodo News”.

Os espectadores do exterior provavelmente serão solicitados a baixar um aplicativo de rastreamento de contatos para smartphones. Cada usuário do aplicativo terá que relatar sobre sua saúde, mas terão permissão para usar o transporte público.

As principais decisões sobre o público deverão sair de forma oficial em março do próximo ano, de acordo com as autoridades.

Mais em Tóquio 2020