Siga o OTD

emerson duarte tiro esportivo missão europa

Tóquio 2020

Emerson Duarte treina em Portugal por vaga difícil em Tóquio

Mesmo com chances remotas, o atleta de tiro esportivo é o brasileiro mais próximo de uma das vagas para Tóquio-2020

Emerson Duarte retomou em Portugal seus treinos na corrida para Tóquio-2020 (Saulo Cruz/COB)

Emerson Duarte treina em Portugal por vaga difícil em Tóquio

Mesmo com chances remotas, o atirador Emerson Duarte segue sonhando com uma vaga brasileira no tiro esportivo nos Jogos Olímpicos deTóquio-2020. Desde o último dia 15, Duarte está em Oueiras, a 20 minutos de Lisboa (Portugal), onde faz parte de sua preparação integrando a Missão Europa, parceria entre o COB (Comitê Olímpico do Brasil) e a CBTE (Confederação Brasileira de Tiro Esportivo).

O atleta, que compete na pistola rápida de 25 m, está treinando no Centro Desportivo Nacional do Jamor, no Valo do Rio Jamor, em Oeiras. Para o retorno às atividades em Portugal, o técnico José Carlos Iengo acompanha o atleta seguindo protocolos rígidos de saúde. Eles permanecerão em treinamento até o próximo domingo (29).

Em tempos de pandemia de Covid-19, os atletas e instituições do tiro esportivo tiveram que se adaptar para prosseguir, em segurança, com os treinamentos visando a participação e classificação para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, adiados para 2021.

+ Sinal de alerta ligado na modalidade

Emerson Duarte pistola tiro esportivo missão europa
Emerson Duarte é o 25º do ranking mundial na pistola rápida (Rossana Fraga/CBTE)

Situação atual

Emerson Duarte, atual 25º do mundo na pistola rápida de 25 m, é o brasileiro que ainda tem condições de conquistar uma das vagas disponíveis para o evento.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

novo prazo para a classificação para Tóquio 2020 no tiro esportivo é 6 de junho de 2021. Contudo, na pistola de 25 m, Emerson Duarte só tem chances de chegar nos Jogos Olímpicos de três formas. A primeira, através do ranking mundial, a segunda, por convite ou por fim através da realocação de vagas não usadas.

Mais em Tóquio 2020