Siga o OTD

Hugo Calderano massacra chinês e avança à final histórica

Tênis de Mesa

Hugo Calderano massacra chinês e avança à final histórica

Hugo Calderano fez história duas vezes neste sábado no Aberto do Qatar de tênis de mesa. Mais cedo se classificou pela primeira vez na carreira para a semifinal de um torneio nível platinum, o mais importante do circuito mundial da modalidade, equivalente ao que representa o Grand Slam no tênis, ao derrotar o prodígio japonês Tomokazu Harimoto, de apenas 15 anos. Não satisfeito, subiu mais um degrau e se garantiu na decisão. Na semi, o brasileiro de 21 anos massacrou o chinês Lin Gaoyuan, quarto colocado do ranking mundial, por 11/9, 11/8, 11/3 e 11/6 e carimbou o passaporte para disputar a final neste domingo.

“Estou tão feliz em chegar à final. Sinto que todas as horas de treino estão trazendo resultados.  Nunca é fácil vencer um jogador chinês, ainda mais o número quatro do mundo”, afirmou Hugo Calderano, depois da partida”

Na semifinal contra Lin Gaoyuan, Hugo Calderano exibiu toda o seu arsenal de jogadas e não deu chance para o chinês. No primeiro set, o brasileiro mostrou logo a que veio e abriu 7 a 1. Apesar das tentativas de reação do adversário, Hugo se manteve concentrado e teve cinco set points a sua disposição quando chegou a 10 a 5.

A partir daí, no entanto, Lin Gaoyuan começou a se aproximar perigosamente, marcou quatro pontos seguidos e chegou a ameaçar a vitória do brasileiro no set. Mas Hugo Calderano manteve a frieza e conseguiu fechar em 11/9 para fazer 1 a 0 na partida.

No segundo set, Lin Gaoyuan começou melhor e abriu 5 a 2. Hugo Calderano não se abalou e foi encostando no placar até conseguir a virada em 9 a 8. Daí em diante só deu o brasileiro que conseguiu fechar em 11 a 8.

O domínio brasileiro foi mais devastador para o chinês no terceiro set. Logo de cara, Hugo Calderano fez 7 a 2 e desta vez não deixou o adversário nem pensar em reagir e fechou em 11 a 3. O brasileiro só precisava então vencer mais um set para se classificar para a final histórica.

O ideal seria matar o jogo no quarto set para não dar chances para Lin Gaoyuan ganhar moral. E Hugo Calderano voltou para a mesa disposto a liquidar a partida, colocando 4 a 1 no placar. O chinês parou o jogo e retornou melhor depois do tempo que pediu, chegando a ficar apenas um ponto atrás do brasileiro: 5 a 4.

O show de Hugo Calderano, no entanto, impediu qualquer chance de reação de Lin Gaoyuan. O brasileiro esteve impecável nos momentos decisivos. Dos últimos oito pontos disputados, ele ganhou seis e fechou o set em 10/6.

Hugo Calderano, 15º. colocado do ranking mundial, vai enfrentar Fan Zhendong, número 2 do mundo, na final do Aberto do Qatar de tênis de mesa. A partida acontece às 10h30 deste domingo, no horário de Brasília, e terá transmissão ao vivo pelo site da ITTF.

O feito de Hugo Calderano tem ainda mais importância porque o Aberto do Qatar contou com a participação de 15 dos 16 melhores do ranking mundial. A chave do torneio era tão complicada que oito atletas da China, principal potência do tênis de mesa, participaram da competição.

O ano de 2018 tem sido muito positivo para Hugo Calderano. O brasileiro começou a temporada com a medalha de bronze no Aberto da Hungria, torneio em que só foi derrotado por Fan Zhendong na semifinal. Além disso, foi fudamental para a classificação do TTF Liebherr Ochsenhausen, clube que defende na Alemanha, para a semifinal da Champions League e para levar o Brasil a ficar pela primeira vez entre os oito melhores na Copa do Mundo de tênis de mesa. O objetivo do carioca de 21 anos na temporada é entrar para o seleto grupo dos 10 melhores do mundo na modalidade.

 

Mais em Tênis de Mesa