Siga o OTD

Olimpíada

Atletas celebram Dia Olímpico em papo conduzido por Ágatha

Com Ágatha como apresentadora, o OTD reuniu Ygor Coelho, Bruna Takahashi, Arthur Nory, Renato Rezende, Pepê Gonçalves e Duda Lisboa

Dia Olímpico Ágatha Ygor Coelho Bruna Takahashi Arthur Nory Renato Rezende Duda Lisboa Pepê Gonçalves
O Dia Olímpico é comemorado no dia 23 de junho (Jonne Roriz/Exemplus/COB)

O Olimpíada Todo Dia viveu momentos especiais nesta terça-feira (23) em comemoração ao Dia Olímpico. Assim como faz nas areias, Ágatha, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos Rio-2016 no vôlei de praia, fez a diferença como apresentadora e conduziu um papo descontraído em live no Instagram do OTD com os atletas Ygor Coelho, Bruna Takahashi, Arthur Nory, Renato Rezende, Pepê Gonçalves e Duda Lisboa.

+ Dia Olímpico e esporte podem nos ajudar a sair melhor da pandemia

“Eu invadi o perfil do OTD para ter um bate papo delicioso com vários atletas, já que hoje é o Dia Olímpico. O meu primeiro convidado é o Ygor, do badminton”, apresentou Ágatha, que tem também o título de campeã do Campeonato Mundial de 2015.

“Viver tudo isso é muito especial. Uma coisa que não podemos perder é o divertimento. É fundamental levar a sério, mas não podemos esquecer que estamos ali porque amamos o que fazemos”, acrescentou a atleta que, em seguida, chamou Ygor Coelho e depois Bruna Takahashi.

Experiências similares

Ygor Coelho debutou na Rio-2016, se tornando o primeiro brasileiro a disputar o evento no badminton. “Jogar uma Olimpíada já é bom, mas, em casa, foi mais especial. Foi mágico e me arrepio até hoje quando lembro”, contou. “Ser atleta olímpico é uma honra. É lutar e dar seu sangue pelo país. É a competição mais disputada do mundo e quando você consegue chegar lá acaba virando espelho e exemplo para atletas mais jovens”, completou.

+ Daniele e Marcus D’Almeida comemoram Dia Olímpico

Bruna Takahashi também estreou no Rio de Janeiro, em 2016. Na época, a atleta do tênis de mesa foi a mais jovem da delegação, com 15 anos. “Foi tudo muito novo para mim. É um campeonato grande e algumas pessoas dizem que é fácil de perder o foco. Mas, desde pequena, sempre consegui manter o foco no que faço”, disse. “Ser atleta olímpico é algo bem grande, uma honra e faz valer a pena toda dedicação ao esporte”, complementou.

Arthur Nory e a emoção na Rio-2016

Dia Olímpico Ágatha Bruna Takahashi Ygor Coelho Arthur Nory
Ágatha em papo com Arthur Nory, Bruna Takahashi e Ygor Coelho (Montagem/OTD)

Assim como Ygor Coelho e Bruna Takahashi, Arthur Nory também teve sua primeira aparição olímpica no Brasil. E o ginasta ganhou a medalha de bronze no solo, conquistando uma dobradinha com Diego Hypólito, que ficou com a prata.

+ Isabel Swan, Bruninho e Aline Silva debatem o olimpismo

Além do terceiro lugar olímpico, o atleta subiu ao topo do pódio na barra fixa no Campeonato Mundial de 2019. Ele também levou o ouro por equipes nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019.  “É doido pensar porque ainda sinto como se estivesse no dia. Foi especial, pois estava com minha família e uma torcida bem calorosa”, disse.

“O Diego já sabia da medalha dele e eu estava olhando no telão. Eu tinha feito uma Olimpíada incrível e foi emocionante esse momento com dois brasileiros no pódio no Brasil”, lembrou Arthur Nory, que festejou a data. “É a realização de um sonho. Lutei para conquistar e tenho orgulho de representar meu país”.

A falta de sorte de Renato Rezende

Depois de Arthur Nory foi a vez Renato Rezende, do ciclismo BMX. Ele competiu nos Jogos de Londres-2012 e Rio-2016 e, em ambos, não teve sorte. O atleta montou uma pequena pista em sua casa e tem conseguido treinar durante a quarentena. O esporte se tornou olímpico em Pequim-2008, ano em que o competidor atuou como comentarista do evento.

“A primeira foi em cima da hora, já que consegui a vaga no Mundial. Para o Rio foi um ciclo olímpico mais tranquilo. Nas duas não foi como eu queria. Tive um pneu furado em Londres e no Rio aconteceu de novo. Só tive pneu furado duas vezes em competição e aconteceu nas Olimpíadas”, comentou.

+ Sonhos e realizações na celebração do Dia do Atleta Olímpico

“Representar nosso país é como vestir as cores e competir por toda nação. É a maior competição do planeta e defender o Brasil é motivo de muito orgulho e alegria”, finalizou.

Experiências nas águas e areias

Dia Olímpico Ágatha Duda Lisboa Pepê Gonçalves Renato Rezende
Ágatha ‘invadiu’ a live do OTD e conversou com Duda, Pepê Gonçalves e Renato Rezende (Montagem/OTD)

Os dois últimos personagens a trocarem experiências com Ágatha na live do OTD foram Pepê Gonçalves, da canoagem slalon, e Duda Lisboa, do vôlei de praia. Pepê participou da Rio-2016, quando terminou na sexta colocação no K1 (caiaque individual), melhor resultado na história de um atleta do país. Duda já é atleta olímpica por ter conquistado a vaga aos Jogos de Tóquio e formará dupla com Ágatha.

“Ser atleta olímpico é algo tão gigantesco que não consigo explicar em palavras. É colocar todo mundo de uma nação no mesmo barco. É a realização de um sonho de criança e competir por pessoas que você nem conhece e que estão torcendo por você. Vou para minha segunda Olimpíada e com chances reais de medalha. Quando você faz com amor, foco e dedicação não têm como dar errado”, declarou o canoísta.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Já Duda não vê a hora de entrar na arena pela primeira vez. “Meu sonho era estar em uma Olimpíada. Será o melhor dia da minha vida e uma mistura de sentimentos por tanta dedicação e intensidade que coloquei para estar lá. Esse foi meu principal passo até agora. O próximo é conseguir uma medalha”, destacou Duda, que forma dupla com Ágatha no vôlei de praia.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Olimpíada