Siga o OTD

Além de Guilherme Guido, VIni Lanza e Felipe Lima conquistaram segundos lugares, enquanto Breno Correia foi terceiro na ISL

Natação

Guilherme Guido vence a quarta prova e Brasil tem bons resultados na ISL

Além da quarta vitória de Guido, VIni Lanza e Felipe Lima conquistaram segundos lugares, enquanto Breno Correia foi terceiro

(Mine Kasapoglu)

Guilherme Guido vence a quarta prova e Brasil tem bons resultados na ISL

Guilherme Guido segue sobrando na ISL (International Swimming League). Abrindo o último match da temporada regular da competição, o brasileiro venceu os 50m costas e conquistou sua quarta vitória. Além disso, Vini Lanza ficou em segundo lugar nos 200m medley, assim como Felipe Lima nos 50m peito. E por fim, Breno Correia foi o terceiro colocado nos 400m livre.

Depois de quebrar o recorde sul-americano nos 100m costas e bater em primeiro em outras duas oportunidades, Guilherme Guido somou mais uma vitória nos 50m costas. Desta vez, venceu com 22.88, contra 22.60 que havia feito na outra disputa da prova

Já nos 200m medley, Vini Lanza ficou na segunda colocação com o tempo de 1:54.00, ficando 1.27 atrás do vencedor, Scott Duncan. O brasileiro já havia ficado na vice-liderança nos 100m borboleta nesta ISL. Nos 50m peito, Felipe Lima fechou com 26.08, 0.44 a mais que Ilya Shymanovich.

Por fim, nos 400m livre, Breno Correia garantiu mais um bom resultado para o Brasil neste primeiro dia do match 8. Ele terminou em terceiro lugar, com tempo de 3:43.91, ficando a 4.39 do campeão, Scott Duncan.

Entenda a ISL

Em 2019, uma competição mudou um pouco o cenário da natação mundial. Diferente do que acontecia nas competições internacionais, onde cada atleta representa seu país, a ISL (International Swimming League) criou uma disputa internacional por times. Um dos nomes brasileiros na competição.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Idealizada pelo bilionário ucraniano Konstantin Grigorishin, a ISL é disputada em piscina curta, de 25 metros, e conta com regras e uma dinâmica única. Ao invés de medalhas, os atletas somam pontos para sua equipe durante as etapas, sem ter pódios para cada prova.

Brasileiros na ISL nesse ano:

London Roar – Guilherme Guido e Vinicius Lanza
Iron Aquatics – Nicholas Santos, Guilherme Basseto, Leonardo Santos, Luiz Altamir Melo
DC Trident – Felipe França
Energy Standard – Felipe Lima, Etiene Medeiros
LA Current – Breno Correia, Fernando Scheffer
NY Breakers – Brandonn Almeida
Aquacenturions – Fabio Santi, Marcelo Chierighini, Leonardo de Deus
Tokyo Frog King – Pedro Spajari
Toronto Titans – Larissa Oliveira

Mais em Natação