Siga o OTD

Tóquio 2020 COI

Laguna Olímpico

Tóquio está pronta para os Jogos. Pelo menos é o que diz o COI

Reunião da comissão de coordenação, realizada nesta sexta (21) deu sinal verde para a Olimpíada, a despeito da grave situação da pandemia no Japão

Para a comissão de coordenação de Tóquio-2020, os Jogos Olímpicos serão seguros para todos os envolvidos (Divulgação/COI)

Tóquio está pronta para os Jogos. Pelo menos é o que diz o COI

Na marca de 65 dias para a cerimônia de abertura da Olimpíada de Tóquio-2020, o COI (Comitê Olímpico Internacional) deu o “sinal verde” para que o evento possa acontecer a partir de 23 de julho. Nesta sexta-feira (21), a última reunião da comissão de coordenação concluiu que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos poderão ser realizados de forma segura. Mesmo com o atual estágio da pandemia do coronavírus, em particular no Japão, com várias cidades sob estado de emergência.

“Faltando apenas 65 dias para a cerimônia de abertura, agora estamos muito focados nas entregas. Os atletas de todo o mundo são gratos ao Japão pelos preparativos. Todos estão ansiosos para garantir a segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, onde ele poderão finalmente brilhar”, afirmou o presidente do COI, o alemão Thomas Bach.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Siga

De acordo com o dirigente, a evolução na quantidade de atletas que estarão vacinados no Japão aumenta a expectativa de que os Jogos serão seguros. Pelas contas do COI, 75% das pessoas que estarão na Vila Olímpica estarão vacinadas contra a Covid-19. Aliás, há a esperança de que este número ultrapasse os 80% na época dos Jogos.

Obviamente que tal número só será alcançado graças aos acordos do COI para a doação de vacinas da Pfizer/BioNtech para todos os participantes dos Jogos. Além disso, a Panam Sports, entidade que organiza o esporte das Américas, obteve a doação de seis mil doses para os credenciados entre seus filiados.

Confiança nos protocolos

O balanço dos eventos-testes realizados em Tóquio nas últimas semanas foi positivo. Houve oficialmente o registro de somente um caso positivo de coronavírus. Isso também trouxe a confiança nos rígidos protocolos de saúde criados pelos japoneses para o período dos Jogos. Por isso, o australiano John Coates, presidente da comissão de coordenação, esbanje otimismo.

“Ficou mais claro do que nunca que esses Jogos serão seguros para todos os participantes e para o povo japonês. Faltando apenas dois meses para a abertura dos Jogos Olímpicos, agora estamos totalmente em modo de entrega operacional. Depois de quase oito anos de trabalho árduo e planejamento, a linha de chegada está a uma curta distância”, disse o australiano.

Nem mesmo a possibilidade de Tóquio e outras cidades japonesas estiverem sob estado de emergência em razão da pandemia tirou a confiança de Coates. Ao ser questionado se mesmo diante deste cenário os Jogos de Tóquio-020 seriam possíveis, o australiano não pestanejou. “Todos os planos que temos em vigor para proteger a segurança dos atletas e do povo do Japão são baseados nas piores circunstâncias possíveis. Então, a resposta é absolutamente sim.”

No entanto, a última pendência só será definida em meados de junho. Dependendo da situação da pandemia, será confirmada a presença de torcedores japoneses nas arenas olímpicas.

Clique no link e seja você também um apoiador do blog. Ajude a combater a monocultura esportiva no Brasil

Mais em Laguna Olímpico