Siga o OTD

edgar hubner eleição CBHb

Laguna Olímpico

Handebol define primeiro candidato à eleição de 2021

Edgar Hubner anunciou sua candidatura para a presidência da CBHb no pleito de fevereiro

Edgar Hubner anunciou sua candidatura à presidência da CBHb (Divulgação)

Handebol define primeiro candidato à eleição de 2021

A eleição que irá definir o novo presidente da CBHb (Confederação Brasileira de Handebol) começou a tomar forma nesta segunda-feira (28). Edgar Hubner, atualmente licenciado da vice-presidência do Conselho de Administração da entidade, anunciou sua candidatura de forma oficial. A eleição está prevista pata acontecer em 1º de fevereiro de 2021.

A CBHb vive uma crise política profunda, que atingiu seu ápice neste ano. O então presidente interino Ricardo Souza, o Ricardinho, que se mantinha no cargo por causa de uma liminar na Justiça Comum, renunciou ao cargo no último dia 10. Foi o ponto final de uma administração desastrosa, manchada pelo absurdo de uma condenação por assédio sexual pelo Conselho de Ética do COB (Comitê Olímpico do Brasil).

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Siga

Se Ricardinho não deixasse o cargo, a própria participação da seleção brasileira masculina no Campeonato Mundial do Egito, que será em janeiro, estaria ameaçada. Como a CBHb está impedida legalmente de receber recursos públicos, todas as despesas para a manutenção da modalidade estavam sendo pagas pelo COB. Contudo, a entidade que comanda o esporte olímpico do Brasil disse que não daria mais dinheiro enquanto Ricardinho estivesse no poder.

Apoios importantes

Hubner, de 63 anos, foi atleta, árbitro de handebol e técnico da seleção brasileira masculina juvenil de handebol, além das seleções de Curitiba e do Paraná. Além disso, como dirigente, presidiu a Federação Paranaense de Handebol entre 1992 a 1994.

“O Brasil atualmente é o número 1 no handebol de praia no ranking da Federação Internacional de Handebol (IHF), com atletas, técnicos e árbitros reconhecidos no mundo. Campeão mundial adulto feminino, em 2013, e com atletas brasileiros jogando nas principais ligas masculinas e femininas do mundo, o Brasil encontra-se entre os 15 países no ranking da IHF, o que demonstra todo seu potencial”, disse Hubner.

Saiba mais sobre a crise no handebol brasileiro

+ Assembleia aprova, mas eleição no handebol não será antecipada
+ Por carta, seleção masculina amplia a crise no handebol
+ Cartola marca assembleia para antecipar eleição do handebol

Em carta aberta de apoio à candidatura de Edgar Hubner, chama a atenção a presença de conhecidos nomes do handebol nacional. Só para exemplificar, entre eles estão as campeãs mundiais em 2013 Duda Amorim, Dani Piedade e Mayssa Pessoa. Também assina a lista Viviane Jacques, tricampeã pan-americana com a seleção brasileira.

Mais em Laguna Olímpico