Siga o OTD

Copa Brasil Interclubes de judô 2020

Judô

No desempate, Pinheiros vence a Copa Brasil Interclubes

De virada, time paulista precisou do combate desempate para vencer o Minas na decisão da competição.

Lara Monsores/CBJ

No desempate, Pinheiros vence a Copa Brasil Interclubes

Foi de virada e no desempate. O Pinheiros conquistou mais um título na Copa Brasil interclubes de judô. Neste domingo (29), depois de sair atrás em 2 a 0, o time paulista conseguiu a virada e saiu com o triunfo por 4 a 3 contra o Minas.

Abrindo a final, na categoria até 90 kg, Jonas Inocêncio, do Pinheiros, teve Jucelino Junior, do Minas. Mais intenso no começo, o atleta do time mineiro abriu vantagem logo nos primeiros minutos. No restante do combate, Jucelino usou a experiência e comandou o duelo até a vitória, que veio no fim após três punições dadas a Jonas. Com isso, os mineiros abriram 1 a 0 na decisão da Copa Brasil Interclubes de judô. 

No segundo duelo, Ketelyn Nascimento, do time paulista, teve Maria Taba pela frente na categoria até 57 kg. Ainda na primeira metade da luta, a judoca do Minas conseguiu um golpe e abriu 1 a 0. mantendo o ritmo, Maria encaixou mais uma técnica e fechou a disputa com o ippon, fazendo 2 a 0 na decisão.

Pinheiros cresce

Pelo terceiro combate da decisão, Marcelo Contini, do Pinheiros, que pertence ao TIME AJINOMOTO, teve Julio Koda pela frente. Em um combate igual, os dois judocas produziram poucos ataques e a luta seguiu sem pontuação até o fim dos quatro minutos.

No Golden Score, Contini e Koda trocaram punições por falta de combatividade e falsos ataques. Com isso, Marcelo saiu com a vitória e o Pinheiros diminuiu a diferença.

Na terceira luta da final da Copa Brasil Interclubes, Ellen Santana, do Pinheiros, teve Sarah Nascimento como adversária, na categoria até 70 kg. No duelo equilibrado do início ao fim, a judoca do time paulista saiu com a vitória no Golden Score por um waza-ari e empatou a decisão em 2 a 2.

No combate entre Eduardo Bettoni, do Minas, e Giovanni Ferreira, do Pinheiros, o judoca do time mineiro foi melhor. Apesar de ter sofrido uma punição no começo do combate, Bettoni cresceu no combate e conseguiu o ippon pela combinação golpe + imobilização, mantendo os mineiros na frente.

Podendo fazer com que o Minas fosse campeão, Milena da Silva teve pela frente Beatriz Sousa, pela categoria acima de 70 kg. Pela diferença de peso entre as atletas, o começo foi extremamente estudado.

Na segunda parte do duelo, Bia Sousa cresceu e foi tomando conta da luta, até conseguir o Ippon. Com a vitória do Pinheiros e o empate na final em 3 a 3, a decisão foi para o combate sorteado.

O desempate

Pelo regulamento, com a igualdade, mais uma luta é feita, dentre as seis já feitas, e ela acontece já no Golden Score. O sorteio trouxe novamente a luta até 70 kg. Novamente Ellen Santana, do Pinheiros, teve Sarah Nascimento como adversária.

Assim como aconteceu na primeira luta entre as atletas, o equilíbrio apareceu. Após algumas punições e mais de cinco minutos de combate, Ellen Santana conseguiu um waza-ari e deu o título da Copa Brasil Interclubes de judô de 2020.

+ Família leva Jéssica para o mundo e a espera no final da jornada

Paineiras fica com o bronze

Na disputa da medalha de bronze, o Paineiras fez valer a diferença de experiência com o Sesi e conquistou o lugar no pódio ao fechar a série de combates em 4 vitórias a 0. 

Na abertura da disputa do bronze, Rafael Buzacarini, do Paineiras, e Rafael Cabral, do Sesi, lutaram na categoria até 90 kg. Em um combate mais estudado e cadenciado, os dois atletas não conseguiram desenvolver suas técnicas de luta durante os quatro minutos de combate, levando a decisão para o Golden Score. 

Nele, Buzacarini e Cabral seguiram em uma luta mais estudada. Com mais de 1min30s de combate no Golden Score, o judoca do Paineiras encaixou um golpe e conseguiu um waza-ari, abrindo 1 a 0 na disputa do bronze da Copa Brasil interclubes de judô. 

No segundo combate do dia, Catharina Barbosa, do Sesi, encarou Camila Silva, no duelo até 57 kg. Diferente do duelo anterior, a judoca do Paineiras conseguiu o golpe e a imobilização ainda na primeira metade da luta e fez com que o clube fizesse 2 a 0. 

Na disputa entre Michael Marcelino, do Sesi, e Eduardo Katsuhiro, do Paineiras, que também faz parte do Time Ajinomoto, fizeram um duelo marcado pela disputa da pegada. Como é a marca da categoria até 73 kg, os dois judocas mantiveram a intensidade durante a maior parte do tempo. Apesar disso, o combate não evoluiu e seguiu igual até o fim dos quatro minutos. 

Sacramentou o pódio

No Golden Score, Eduardo Karsuhiro teve um volume de luta maior e Michael Marcelino foi punido pela arbitragem. Com pouco mais de dois minutos de luta, o atleta do Sesi foi punido mais uma vez e a derrota veio após a terceira penalização. Com isso, o Paineiras fez 3 a 0 na disputa do bronze na Copa Brasil Interclubes de judô. 

Já na disputa até 70 kg feminino, Gabriela Fontes, do Sesi, teve pela frente Maria Eduarda Diniz, do Paineiras. No duelo, Eduarda não deu chances para a adversária. Intensa e buscando o ippon, a judoca conseguiu a combinação de golpe + imobilização, venceu a luta e deu o bronze para o Paineiras na Copa Brasil Interclubes de judô por 4 a 0. 

Sistema de disputa

A Copa Brasil Interclubes de Judô é uma competição em formato de Equipes Mistas, nos moldes da nova prova olímpica que estreará no programa dos Jogos de Tóquio 2020. Cada equipe é composta por três homens e três mulheres em seis categorias de peso diferentes. Nos confrontos, a equipe que tiver o maior número de vitórias vence o duelo. Em caso de empate, sorteia-se uma categoria para uma luta extra.

+ Masters em janeiro abre o calendário internacional do ano que vem

Os clubes participantes serão divididos em dois grupos por meio de sorteio a ser realizado na quarta-feira (25). Na primeira fase, de 26 a 27 de novembro, as equipes se enfrentam dentro de seus respectivos grupos.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

A segunda, em 28 e 29, serão realizadas as semifinais entre as duas melhores equipes de cada grupo. Os vencedores das semifinais lutarão pelo título e os derrotados brigam pelo bronze. Acompanhe ao vivo aqui no OTD!

Mais em Judô