Siga o OTD

Pan Júnior - Cáli 2021

Ginástica rítmica conquista três ouros e soma oito medalhas

Ginástica rítmica ganha oito medalhas, sendo três de ouro, três de prata e dois bronzes

ginástica rítmica pan júnior cáli
(Foto: Ricardo Bufolin)

Fim do Pan Júnior de Cáli-2021 e em grande estilo. A ginástica rítmica fez bonito e conquistou oito medalhas no encerramento da competição em solo colombiano. Destaques para os três ouros conquistados. A primeira dourada veio no conjunto 5 fitas, enquanto Maria Alexandre brilhou com dois ouros, na bola individual e na maças individual.

Maria Alexandre ainda conquistou uma prata no arco, o conjunto brasileiro foi prata nas 5 bolas e Isadora de Oliveira terminou com uma prata (fita individual) e dois bronzes (bola individual e maças individual).

Ou seja, a ginástica rítmica do Brasil medalhou nas seis provas em disputa no Pan Júnior de Cáli, sendo campeã em três.

+ Bruna Wurts é bronze e Erik Medziukevicius prata na patinação

Conjunto 5 fitas

O Brasil dominou neste aparelho. Com pontuação de 25.25, o conjunto brasileiro ficou com o ouro. O México somou 19.65 e ficou com a prata. Os Estados Unidos completaram o pódio com 17.65.

Bianca Reis, Gabryela da Rocha, Luiza Pugliese, Fernanda Heinemann e Julia Kurunczi representaram o Brasil na disputa.

Bola e maças

No aparelho, Maria Alexandre conseguiu 20.85 pontos na bola, conquistando a medalha de ouro. Isadora de Oliveira ficou em terceiro lugar com 20.35. As brasileiras repetiram as mesmas colocações na final das maças. Maria Alexandre foi ouro com 22.80 e Isadora repetiu o bronze com 20.45.

ginástica rítmica pan júnior cáli
Maria Alexandre e Isadora de Oliveira no pódio(Foto: Ricardo Bufolin)

Arco

Maria Alexandre foi prata na prova ao somar 21.00 e ficou cinco centésimos atrás da norte-americana Nayenne Ashenaffi (21.050). Isadora Carnielli ficou em quarto lugar com 18.600.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

5 bolas

Brasil e México tiraram a mesma nota final: 33.65. Só que ouro ficou com o México que teve uma nota de execução mais alta: 7.05 contra 6.85 das brasileiras. O bronze ficou com os Estados Unidos.

Fita

Depois de dois bronzes, Isadora de Oliveira conseguiu uma prata no aparelho ao somar 18.45, enquanto Sarah Mariotti, dos Estados Unidos, foi ouro com 18.75. O bronze ficou com a mexicana Sofia Perez Berdejo (17.95).

Mais em Pan Júnior - Cáli 2021

viagra