Siga o OTD

Joao Victor Oliva e Escorial Horsecampline adestramento

Tóquio 2020

João Victor Oliva é convocado para os Jogos Olímpicos no adestramento

A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) divulgou nessa terça-feira (22), a convocação de João Victor Oliva e Escorial Horsecampline para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

(Divulgação)

João Victor Oliva é convocado para os Jogos Olímpicos no adestramento

O nome foi definido. Nesta terça-feira (22), a CBH (Confederação Brasileira de Hipismo) confirmou que João Victor Oliva será o representante brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio no adestramento. Aos 25 anos, o brasileiro irá para a sua segunda edição olímpica da carreira. Com duas montarias diferentes, Pedro Tavares de Almeida foi chamado para a reserva.

-Bia Haddad volta a disputar Grand Slam após 2 anos e avança em Wimbledon

Apesar de ter conquistado a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio por equipes, com a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima em 2019, a equipe brasileira não cumpriu um dos critérios de classificação para a Olimpíada e acabou perdendo a vaga que tinha direito. Com isso, o país passou a ter o direito de apenas uma vaga e ela acabou sendo de João Victor Oliva.

Divulgação

Para qualificação olímpica – MER – minimum eligibility requirements (em inglês) – o conjunto precisa alcançar dois índices olímpicos em um Grand Prix – mínimo de 66% – em eventos diferentes na média final e junto a pelo menos um juiz olímpico FEI5*. O critério foi cumprido por João Victor em abril e o atleta se credenciou para a vaga que o Brasil tinha direito.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Conforme o processo seletivo divulgado pela CBH, foi considerada a média dos dois melhores resultados em prova de Grand Prix aprovados pela FEI para obtenção do MER. O prazo analisado pela confederação foi desde Tryon 2018 até a última segunda-feira (21), que foi o prazo final concedido pela FEI (Federação Equestre Internacional) para conquista do índice.

Definição dos brasileiros no adestramento em Tóquio

1º João Vitor Oliva / Escorial Horsecampline
CDI Alter do Chão 27/11/20 – 71%
CDI Compiègne 28/5/21 – 70,130%
Média: 70,565%

2º Pedro Tavares de Almeida /Famous do Vouga
CDI Abrantes 24/5/21 – 67,587%
CDI Le Mans 18/6/21 – 69,609%
Média: 68,598%

3º Pedro Tavares de Almeida / Xaparro do Vouga
CDI Cascais 29/2/20 – 66%
CDI Cascais 6/3/20 – 66,217%
Média: 66,108%

Mais em Tóquio 2020