Siga o OTD

Thiago Wild - Bia Haddad - João Menezes - Felipe Meligeni - Wimbledon

Tênis

Bia Haddad volta a disputar Grand Slam após 2 anos e avança em Wimbledon

Bia Haddad reestreia em Grand Slams com vitória no quali de Wimbledon. Wild também avança, e Meligeni e Menezes caem

(Instagram/thiagoswild)

Bia Haddad volta a disputar Grand Slam após 2 anos e avança em Wimbledon

Depois de dois anos, Bia Haddad está de volta aos Grand Slams e já reestreou com vitória. Nesta terça-feira (22), a paulista encarou a jovem ucraniana Daria Snigur, atual campeã do torneio juvenil de Wimbledon, e venceu a primeira rodada do quali na grama britânica. Além dela, Thiago Wild também avançou, enquanto Felipe Meligeni e João Menezes pararam na estreia.

Disputando seu primeiro Grand Slam depois da volta da suspensão por doping e lesão, Bia Haddad fez um jog duríssimo com a ucraniana. Ela precisou de quase 2h para superar a atual campeã juvenil do torneio, mas venceu, de virada, por 3/6, 6/2 e 6/4. Agora, ela encara a belga Ysaline Bonaventura pela segunda rodada do quali.

Além disso, Bia Haddad também tem outro motivo para comemorar. Nesta segunda-feira (21), a tenista voltou a figurar no top 200 do ranking da WTA, aparecendo na 188ª posição e recuperando o posto de número 1 do Brasil, após nove meses de seu retorno às quadras.

+Formiga é apresentada no São Paulo e quer ‘trazer alegria’ ao clube

Já Thiago Wild foi o primeiro representante do brasileiro a avançar no quali de Wimbledon. Atual número dois do Brasil e 127º do ranking, o paranaense de 21 anos superou o experiente alemão de 35 anos, Tobias Kamke, por duplo 6/4. Agora, ele encara o argentino Marco Trungelliti por uma vaga na terceira e última rodada do quali.

Assim, Thiago Wild tenta disputar uma chave principal de Grand Slam pela segunda vez na carreira, depois de ter jogado no US Open do ano passado. Sua pariticipação em Wimbledon, no entanto, é inédita, anotando sua primeira vitória na grama como tenista profissional.

Felipe Meligeni e João Menezes eliminados

Felipe Meligeni foi o primeiro brasileiro a entrar em quadra no quali de Wimbledon. Ele chegou a fazer um primeiro set equilibrado, mas cedeu dois games de serviço em cada parcial e acabou derrotado pelo argentino Francisco Cerundolo, o cabeça 4 do quali, por 6/4 e 6/2.

Posteriormente, João Menezes encarou o convidado local Jack Jones, de apenas 18 anos e 1194 do ranking. O brasileiro, no entanto, perdeu logo o primeiro serviço do jogo, teve chances de se recuperar, mas não conseguiu. E no segundo set, cedeu duas quebras, sendo superado por 6/4 e 6/3.

Orlandinho vence estreia na chave principal

Depois de furar o quali, Orlando Luz estreou na chave principal do Challenger de Milão, na Itália, com mais uma vitória. Ele encarou o croata Nino Serdarusic e precisou de 3h09 para derrotar o atual 299 do mundo, com parciais de 7/6 (7-5), 4/6 e 7/5.

Agora, Orlando Luz terá pela frente o italiano Gian Marco Moroni, 257 do mundo e cabeça de chave 8 na competição. Será a segunda vez que o gaúcho enfrenta Moroni no circuito e ele buscará sua primeira vitória contra o italiano, que saiu vitorioso do duelo quatro anos atrás.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Já no ITF M25 de Klosters, na Suíça, Matheus Pucinelli conquistou sua 47ª vitória da temporada e avançou para as oitavas de final. Cabeça oito da torneio, ele superou o israelense Daniel Cukierman, vindo do qualificatório, com parciais de 6/1 e 7/6 (7-5). Agora, ele enfrentará agora o austríaco Lenny Hampel, em busca do quarto troféu da temporada.

No M25 de Montauban, na França, o gaúcho Oscar Gutierrez também venceu sua estreia, superando com facilidade o italiano Erik Crepaldi, por 6/1 e 6/2. Seu adversário será outro tenista da casa, Nathan Seateun. Além dele, o veterano André Ghem tenta o retorno ao circuito. Aos 39 anos, o gaúcho disputou o M15 de Monastir, na Tunísia, mas acabou eliminado pelo cabeça dois, o coreano Duckhee Lee, por duplo 6/2. Foi seu primeiro jogo no circuito desde novembro de 2017.

No mesmo torneio, mas na chave feminina, Luana Araújo ganhou convite dos organizadores, mas também não passou da estreia, eliminada pela suíça Nicole Gadient, por 6/1 e 6/2. Nas duplas, entretanto, ela e Julia Klimovicz venceram a primeira rodada e avançaram.

Mais em Tênis