Siga o OTD

Fernanda Borges - Tóquio - Doping

Tóquio 2020

Após doping, Fernanda Borges é tirada da lista de atletas do Brasil que vão aos Jogos

Fernanda Borges havia sido confirmada em Tóquio, mas foi pega no doping e teve nome tirado da lista no site do COB

(Wagner Carmo/CBAt)

Após doping, Fernanda Borges é tirada da lista de atletas do Brasil que vão aos Jogos

O Brasil ganhou uma baixa, neste domingo (18), na delegação que vai ao Jogos de Tóquio 2020. Pega no doping no começo do mês, Fernanda Borges, do lançamento de disco, ainda estava oficialmente inscrita, enquanto espera o julgamento do caso, mas foi tirada da lista de atletas classificados para a Olimpíada que está no site do Comitê Olímpico do Brasil (COB).

A substância proibida flagrada no exame de Fernanda Borges foi o Ostarine, que pertence à classe de agentes anabolizantes, proibido segundo as regras da WADA (Agência Mundial Antidoping). A atleta chegou a estar na lista de convocados da CBAt, mas teve o caso divulgado pela Unidade de Integração do Atletismo, uma organização ligada à World Athletics, que gerencia casos de doping.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK 

A atleta gaúcha havia garantido vaga em Tóquio ao obter o índice olímpico em abril, quando venceu uma prova nos Estados Unidos com 64,21m. Além disso, ela competiu na Rio 2016 e foi prata no Pan de Lima. Inclusive, ela herdou essa medalha justamente de outra brasileira, Andressa Morais, que testou positivo para a substância anabolizante SARM há dois anos.

Vale lembrar que Fernando Reis, do levantamento de peso, também foi suspenso por doping e cortado da lista após a confirmação do caso. Ele testeou positivo para o Hormônio do Crescimento, em exame feito no dia 11 de junho, e era uma das grandes esperanças de medalha do Brasil em Tóquio.

Mais em Tóquio 2020