Siga o OTD

Atletismo

Lavillenie quebra dedo e está fora de etapa da Liga Diamante

Campeão olímpico em Londres-2012 no salto com vara treinava para competir em Zurique, na Suíça, no dia 9 de julho

Renaud Lavillenie fratura dedo e perderá etapa da Liga Diamante (Instagram/airlavillenie)

Lavillenie quebra dedo e está fora de etapa da Liga Diamante

 Estrela francesa do salto com vara, Renaud Lavillenie não participará de etapa-exibição da Liga Diamante por conta de um polegar quebrado durante treinos. O evento, que será realizado simultaneamente em sete estádios, foi batizado de “Jogos da Inspiração” e acontecerá na próxima quinta-feira (9).

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“Fiz os exames e descobri que há uma fratura no meu dedo; farei a cirurgia amanhã. Serão seis semanas de imobilização. Estarei de volta no final de agosto.” escreveu o campeão olímpico em Londres-2012 em seu Twitter .

Astro da França do salto com vara Renaud Lavillenie não participará da etapa de Zurique da Liga Diamante por conta de um dedo quebrado durante os treinos
Renaud Lavillenie posta foto com o dedo fraturado que o tirou da Etapa de Zurique da Liga Diamante (Twitter/renaudlavillenie)

O francês, que era detentor do recorde mundial do salto com vara até perdê-lo para o sueco Armand Duplantis em fevereiro desse ano. Os dois dividiram o título de uma competição caseira disputada no início de maio.

Além de Zurique, que será a sede principal do evento e onde estará o centro de controle da competição, os atletas estarão espalhados entre Aubière (França), Brandenton (Estados Unidos), Karlstad (Suécia), Lisboa (Portugal), Papendal / Arnhem (Holanda) e Walnut (Estados Unidos).

Racismo

Lavillenie também utilizou suas redes sociais contra os recentes episódios racismo ocorridos em Paris, capital da França, no último domingo (28). Fotos de atletas franceses no Instituto de Esporte, Expertise e Performance apareceram com pichações ofensivas contra três grandes atletas olímpicos do país europeu. Entre eles, estão o lendário judoca Teddy Riner, Dimitri Bascou, do atletismo e medalhista olímpico, e Michael Jérémiasz, campeão paralímpico do tênis em cadeira de rodas.

Na foto de Teddy Riner e Michael, foi escrita a palavra “singe” que em francês significa “macaco”. Na de Dimitri Bascou, está escrito “negro”. O Comitê Olímpico da França e muitos atletas franceses – incluindo Lavillenie – se revoltaram com a situação.

O campeão olímpico do salto com vara em 2012 retuitou um post do presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris-2024, Tony Estanguet: “O racismo não tem lugar na sociedade e nem no esporte. #TodosUnidosContraOÓdio”

Rival de Braz

Renaud Lavillenie ficou conhecido pelo torcedor brasileiro na Olimpíada do Rio de Janeiro quatro anos atrás. Na ocasião, o francês protagonizou uma bela disputa com o brasileiro Thiago Braz na final do salto com vara, disputado no Engenhão.

Irritado com as vaias de parte da torcida presente quando a disputa pelo ouro ficou entre ele e Thiago Braz, o francês reclamou da falta de fair play, fez sinal de negativo com a mão e disparou críticas fazendo uma comparação infeliz com Jesse Owens, homem que calou Hitler e se tornou símbolo olímpico da luta contra o racismo.

Mais em Atletismo