Siga o OTD

Henrique Avancini líder do ranking mundial de mountain bike

Ciclismo Mountain Bike

Avancini assume a liderança do ranking após Copa do Mundo

Maior nome da história do país no MTB, Henrique Avancini chega à almejada liderança do ranking mundial

Henrique Avancini é o líder do ranking mundial de MTB (Instagram/avancinimtb)

Avancini assume a liderança do ranking após Copa do Mundo

O sonho virou realidade. Grande nome da história do mountain bike do Brasil, Henrique Avancini se tornou o líder do ranking mundial da modalidade nesta terça-feira (13). Com a nova atualização da federação internacional após resultados da Copa do Mundo e do Mundial, o brasileiro subiu uma posição e superou o suíço Nino Schurter, atual campeão olímpico.

“Hoje realizo uma das metas da minha carreira: ser número 1 do ranking Mundial! Durante anos me perguntei se realmente buscar alguma coisa com tanto afinco valeria a pena. Se insistir em não querer ser ‘só mais um’ me levaria à algum lugar. Essa postura, hoje, recebe sua recompensa máxima: O topo do ranking”, comentou Avancini em seu Instagram. 

Na lista divulgada, Avancini aparece com 1945 pontos contra 1799 de Schurter. Em terceiro está o holandês Milan Vader, com 1281. Dois franceses vêm colados logo a seguir, com 1276 e 1228, respectivamente: Jordan Sarrou, atual campeão mundial, e Victor Koretzky.

Henrique Avancini Nove Mesto República Tcheca Copa do Mundo Mountain bike Short Track líder
Avancini vibra com a vitória em Nove Mesto (instagram/avancinimtb/Michele Mondini)

Outros dois brasileiros aparecem na lista entre os cem primeiros. Luiz Henrique Cocuzzi subiu uma posição e é o 51º com 505 pontos, e Guilherme Muller avançou quatro e aparece na 56ª com 479.

Entre as mulheres, a melhor brasileira é Raiza Goulão, a 48ª, cinco posições acima da lista anterior, com 561 pontos. A francesa Pauline Prevot manteve-se como líder, agora com 1863. Atual bicampeã, ela já soma três mundias na carreira.

Copa do Mundo histórica

A atualização do ranking mundial de mountain bike na UCI (Union Cycliste Internacionale) levou em conta os resultados das duas etapas da Copa do Mundo realizadas em Nova Mesto, na República Tcheca. Nela, Henrique Avancini fez história ao vencer pela primeira vez uma etapa da Copa do Mundo de mountain bike.

“No meu primeiro ano de Elite (2012) nem consegui ir à uma Copa do Mundo. Meu primeiro Top 30 veio em 2013. O primeiro Top 25, em 2014. O Top 10, só em 2017. O pódio e a vitória no XCC, em 2018. Top 3 e o atleta com mais pódios na temporada, em 2019. 2020, após largar em 36 Copas do Mundo de XCO, a primeira vitória! Busque a evolução e acredite no processo!”, disse o brasileiro, que integra o Time Ajinomoto, após a vitória. XCO é cross country, a modalidade olímpica do MTB.

Ver essa foto no Instagram

Hoje realizo uma das metas da minha carreira: ser número 1 do ranking Mundial! Durante anos me perguntei se realmente buscar alguma coisa com tanto afinco valeria a pena. Se insistir em não querer ser “só mais um” me levaria à algum lugar. Quis chegar ao topo, do meu jeito, acreditando nos meus princípios. Não importa onde, qual ou quando for a corrida, eu vou largar pra brigar pela vitória. Essa postura, hoje, recebe sua recompensa máxima: O topo do ranking UCI! Grato à Deus por manter a esperança viva em mim! . . Today I’m achieving one of my carrear goals: Be N°1 in the UCI Ranking! For years I asked myself if working so hard for something would be worth. If Insisting on not be just “another one” would take me somewhere. I wanted to achieve that, on my way, following my principles. No matter where, when or which race…I’ll fight to win. This attitude took me to the top of the UCI Ranking. Today I’m very thankful to God for keeping the hope alive in me!

Uma publicação compartilhada por Henrique Avancini (@avancinimtb) em

Mundial na Áustria

Foram duas etapas seguidas da Copa do Mundo em Nove Mesto. Avancini venceu a segunda. Na primeira, terminou na quinta colocação.

Após a competição da República Checa, foi realizado o Mundial, na cidade de Leogang, na Áustria. Lá, Avancini terminou na décima colocação após ter problemas na largada e precisar fazer uma prova de recuperação.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

O vencedor e, portanto, atual campeão mundial de cross country olímpico, foi Jordan Sarrou, com 1h25min37s. O suíço Mathias Flueckiger chegou 45 segundos atrás e ficou com a prata. O bronze foi para o francês Titouan Carod. Nino Schurter, que defendia o título do ano passado, chegou na nona colocação, 16 segundos à frente de Avancini.

Mais em Ciclismo Mountain Bike