Siga o OTD

Henrique Avancini - Campeonato Brasileiro de mountain bike - Raiza Goulão

Ciclismo Mountain Bike

Avancini supera pneu furado e fatura 17º título brasileiro

Número um do mundo, Avancini confirmou o favoritismo e venceu o cross country olímpico pela 15ª vez. Raiza Goulão foi campeã no feminino

Henrique Avancini conquiista o 17º título brasileiro (Felipe Almeida)

Avancini supera pneu furado e fatura 17º título brasileiro

Henrique Avancini é o campeão brasileiro de 2020 de ciclismo mountain bike! Neste sábado (31), o líder do ranking mundial, atleta do Time Ajinomoto, superou um pneu furado para confirmar o favoritismo, vencer a prova de cross country olímpico (XCO) e conquistar seu 17º título da carreira no Campeonato Brasileiro da modalidade. No feminino, Raiza Goulão faturou o tetracampeonato.

Este é o 15º troféu de Henrique Avancini nas provas de cross country olímpico do Brasileiro de MTB, considerando assim todas as edições e categorias que ele já disputou desde o início da carreira. Ele tem ainda duas conquistas de short track e maratona.

Avancini fechou a prova em 1h15min45, ficando 18s a frente de José Gabriel Almeida, que chegou a liderar a prova depois do furo de pneu do campeão. Luiz Coccuzzi completou o pódio, a 4min57 atrás de Henrique.

Por fim, no sub-23, Gustavo Pereira foi muito bem e conquistou o título da prova, ficando a frente de Ulan Galinski e Mario Santos.

A prova

Henrique Avancini começou bem a prova, como era esperado. O líder do ranking mundial seguia na frente, até que seu pneu furou ainda na primeira volta. José Gabriel Almeida aproveitou então para ultrapassar Avancini e assumir a ponta da prova, tentando abrir o máximo possível. O número um do mundo começou, então, a reação e foi tirando a diferença para o adversário aos poucos.

Na abertura da terceira volta, entretanto, Henrique Avancini já cruzou a linha de chegada colado em Zé Gabriel. Eles seguiram roda à roda, se distanciando dos outros atletas, até que Avancini reassumiu a liderança. Ele então manteve um ritmo forte e não demorou muito para ele abrir vantagem para Zé Gabriel, encaminhando a vitória.

Veja a vitória de Henrique Avancini:

“Quando são as férias? Estou precisando”, brincou Avancini. ” O dia foi duro, teve muita emoção, mas estou feliz, porque é uma honra conquistar o título nacional. Não apenas pela vitória, mas por ter o direito de carregar a bandeira do brasil nos eventos internacionais. É bastante simbólico e estou bastante aliviado”, celebrou.

“A carga dessas provas no Brasil para mim é bem maior. Parece que se eu não ganhar, eu não tive boa performance. E não é assim, porque os adversários também se preparam bem, ainda mais quando vale um título nacional. Não é fácil me manter motivado e em boa forma. E também não foi fácil hoje, principalmente pela temporada e por ter um furo de pneu”, completou Avancini.

Fase histórica

Essa é a primeira participação de Henrique Avancini em uma prova nacional desde a recente temporada na Europa que lhe rendeu a liderança do ranking mundial da UCI (União Internacional de Ciclismo).

No começo de outubro, Avancini participou da Copa do Mundo em Nove Mesto, na República Tcheca. Ele venceu uma das provas de short track e uma de cross country, a primeira da carreira e do Brasil.

+Henrique Avancini exalta trajetória e comemora: ‘Valeu a pena’

Após a competição na República Tcheca, foi realizado então o Mundial de MTB, na cidade de Leogang, na Áustria. Lá, no entanto, Avancini terminou na décima colocação após ter problemas na largada e precisar fazer uma prova de recuperação.

Raiza Goulão é tetra

Raiza Goulão - Giuliana Morgen - Marcela Matos - Campeonato Brasileiro de mountain bike
Raiza foi campeã brasileira em 2015, 2016, 2017 e agor 2020 (Instagram/raizamtb)

Mais cedo, na prova feminina de cross country olímpico do Campeonato Brasileiro de mountain bike, Raiza Goulão conquistou o tetracampeonato no Brasileiro de moutain bike. Ela fechou a prova em Mairiporã com 1h25min58, ficando a frente de Letícia Cândido e Hercília Souza, que completaram assim o pódio.

Confira a chegada de Raiza Goulão:

“O Brasileiro de XCO em 2019 foi em condições totalmente diferentes para mim, tive que brigar contra o meu próprio corpo. Agora, estou retomando aos poucos, com a cabeça mais madura. Fiz uma corrida diferente hoje aqui em Mairiporã, porque às vezes mesmo não estando na sua melhor performance, fazer uma boa estratégia pode ser a diferença. Estou muito feliz com meu quarto título na elite e em poder voltar a usar a camiseta de campeã nacional”, vibrou Raiza Goulão.

Já na categoria sub-23, a grande campeã foi Marcela Lima , do time de Henrique Avancini, com tempo de 1h18min14. Lívia Garrido e Gabriela Costa ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Ter o Brasil estampado no peito é motivo de muito orgulho. Há quatro anos eu venho lutando por isso e hoje eu pude realizar esse sonho. E veio com um gostinho especial de superação depois de muita coisa que eu passei. Então se eu estou aqui é graças a um conjunto de pessoas que me ajudaram, motivaram e estavam do meu lado para eu estar aqui”, celebrou Marcela.

E por fim, Giuliana Morgen brilhou mais uma vez e levou o título do Brasileiro de mountain bike júnior. Ela é uma das principais promessas do esporte nacional e já havia vencido pela primeira vez o short track na sexta-feira (30), superando Raiza Goulão e Letícia Cândido.

Mais em Ciclismo Mountain Bike