Siga o OTD

são paulo barueri osasco superliga

Vôlei

Barueri vence Osasco; Praia, Fla e Brasília também ganham

Rodada da Superliga feminina teve clássico paulista e resultados que mexeram na tabela

No clássico paulista, Barueri leva a melhor sobre o Osasco (Divulgação/CBV)

Barueri vence Osasco; Praia, Fla e Brasília também ganham

A sexta-feira (15) da Superliga feminina de vôlei teve um pouco de tudo. Clássico paulista que terminou com vitória do São Paulo/Barueri sobre o Osasco, Praia Clube não tomando conhecimento do São Caetano, Brasília sofrendo para vencer o Pinhais e Sesc RJ Flamengo deixando o Pinheiros no quase. E o mais importante, a tabela da competição teve algumas mudanças.

O líder Minas Tênis Clube não jogou. Mas gostou da derrota do Osasco para o Barueri, que não conseguiu assumir a liderança e segue no terceiro lugar.

Já o Praia Clube conseguiu passar o Bauru na classificação da Superliga e assumiu o terceiro lugar. O Sesc Flamengo também deixou o Bauru para trás e assumiu o quarto lugar.

Para finalizar, o Brasília entrou no G-8 no lugar do Pinheiros, que foi superado pelo Sesc Flamengo.

Confira como foi cada uma das partidas.

Clássico

Melhor na tabela e com um elenco mais estrelado, o Osasco chegou com favoritismo para encarar o Barueri, mas foi surpreendido jogando em casa, no José Liberatti. De virada, a equipe de José Roberto Guimarães fez 3 sets a 1, parciais de 25/21, 21/25, 23/25 e 14/25.

O Osasco segue na vice-liderança, mas perdeu a chance de dormir na liderança. Agora, a equipe tem 12 vitórias e dois empates. Já o São Paulo Barueri é o sexto, com campanha de oito vitórias e cinco derrotas.

Karina, com 17 pontos, foi eleita a melhor jogadora da partida.

+ Confira a tabela da competição

Arrasador

Sem tempo a perder, o Praia Clube passou como um trator para cima do São Caetano, na Arena Praia, em Uberlândia (MG). Em jogo válido pela 3ª rodada do returno da Superliga, o time mineiro foi rápido e mortal, venceu em sets diretos, com parciais de 25/10, 25/9 e 25/8, em uma hora e três minutos.

A diferença entre as equipes é enorme. O Praia Clube soma 31 pontos e é o terceiro colocado. Já o São Caetano não tem nenhum ponto em 14 jogos e ainda sonha com a primeira vitória na Superliga.

claudinha superliga praia clube
(Instagram/cbvolei)

Anne Elise foi a principal pontuadora do Praia Clube e terminou a partida com 13 pontos, sendo um de ace, 10 de ataque e dois de bloqueio. A levantadora Claudinha, com méritos, foi eleita a melhor do jogo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

No controle

Sesc Flamengo e Pinheiros se enfrentaram pela terceira rodada do returno da Superliga feminina de vôlei 2020/21. O jogo no ginásio Hélio Maurício, na Gávea, no Rio de Janeiro, poderia ter sido mais longo, mas o Pinheiros parou nos 24 pontos duas vezes e viu o Fla fechar o jogo em sets diretos, com parciais de 26/24, 25/18 e 26/24.

A dona da partida pelo lado vencedor foi Lorenne, com 19 pontos anotados, sendo 17 no ataque e dois no bloqueio. Ana Cristina, com 12, foi a coadjuvante.

flamengo pinheiros superliga de vôlei feminino
(Marcelo Cortes/CRF)

Com 20 pontos, o Sesc Flamengo subiu para a quarta posição da Superliga, passando o Bauru. A equipe comandada pelo técnico Bernardinho já fez 13 partidas e ganhou 10.

Que sufoco!

Em partida realizada no Ney Braga, em São José dos Pinhais, Paraná, as donas da casa lutaram muito, mas acabaram sendo superadas pelo time de Brasília, que venceu no quinto e último set, com parciais de 20/25, 25/14, 25/20, 19/25 e 15/11.

Como o placar indica, as duas equipes oscilaram demais no jogo e se alternaram na liderança. Só que o peso do tie-break fez o time da casa sentir o momento e a chance de ganhar travou o time em quadra.

Brasília x Fluminense - Superliga Feminina
(Nadine Oliver/Divulgação)

O jogo foi válida pela terceira rodada do returno da Superliga e consolidou o bom momento do Brasília, que assumiu o oitavo lugar, desbancando o Pinheiros.

Mais em Vôlei