Siga o OTD

Vôlei

Tabela da Superliga de vôlei feminino 2020/2021

Confira a tabela de jogos da Superliga de vôlei feminino, que vai reunir os 12 melhores times do Brasil em busca do título de campeão

Superliga Feminina CBV ranking
Minas foi o campeão da última temporada finalizada da Superliga Feminina (Foto: Orlando Bento/MTC)

Tabela da Superliga de vôlei feminino 2020/2021

CLASSIFICAÇÃO

PosTimePtsJVDPróContraRatio
10000000.000
20000000.000
30000000.000
40000000.000
50000000.000
60000000.000
70000000.000
80000000.000
90000000.000
100000000.000
110000000.000
120000000.000

A CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) divulgou nesta quarta-feira (07) a tabela da Superliga de vôlei feminino 2020/2021. A competição terá início no dia 9 de novembro e contará com 12 equipes participantes.

Na Superliga feminina, estarão na disputa Sesi Vôlei Bauru (SP), Brasília Vôlei (DF), Curitiba Vôlei (PR), Fluminense (RJ), Itambé/Minas (MG), Osasco Audax/São Cristóvão Saúde (SP), Pinheiros (SP), Dentil/Praia Clube (MG), São José dos Pinhais (PR), Sesc RJ Flamengo (RJ), São Paulo/Barueri (SP) e São Caetano (SP).

+ CBV define os protocolos contra coronavírus para Superliga

A tabela da Superliga de vôlei feminino coloca a partida de estreia entre Curitiba Vôlei (PR) e Osasco São Cristóvão Saúde (SP), às 19h, no ginásio do Colégio Positivo, em Curitiba (PR). A partida terá transmissão ao vivo do Canal Vôlei Brasil.

Tabela Superliga de vôlei feminino 2020/2021
Temporada será disputada com portões fechados por conta da pandemia (Orlando Bento/MTC)

Vale lembrar que em ambos os naipes neste ano os duelos de quartas de final, semifinais e finais serão todos disputados em série melhor de três. As finais da competição feminina estão programadas para os dias 9, 13 e 16 de abril.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Na última terça, a entidade já havia divulgado como será o protocolo adotado para a Superliga visando o controle sobre o coronavírus. Entre as definições do protocolo, as equipes precisarão realizar testes de coronavírus a cada 15 dias durante a Superliga. Os resultados deverão ser envidados para a CBV em uma folha timbrada assinada e carimbada pelos médicos das respectivas equipes. Em caso de exames positivos, os atletas ficarão em quarentena por um período de 10 dias.

Confira a tabela da Superliga feminina completa por aqui.

Mais em Vôlei