Siga o OTD

Victor Birigui Atleta Vôlei Brasil

Vôlei

Destaque na base, Victor Birigui é mais um a deixar o Brasil

Com 21 anos, o ponteiro defendeu o Sesi-SP na última temporada e, pela seleção brasileira, disputou os Mundiais Sub-21 de 2017 e 2019

Victor Birigui, que jogou o Campeonato Mundial sub-21 de 2017, vai atuar no vôlei italiano (FIVB/Divulgação)

Destaque na base, Victor Birigui é mais um a deixar o Brasil

O êxodo continua no vôlei brasileiro. Nesta sexta-feira (12), o ponteiro Victor Birigui, de 21 anos, foi anunciado pelo Calabria Vibo Valentia, clube da Itália. O atleta promissor defendeu o Sesi-SP na última temporada e, pela seleção brasileira, jogou os Mundiais sub-21 de 2017 e 2019, torneios que o Brasil acabou, respectivamente, na quarta e terceira posições.

+ Elogiado por Wallace, Alan retribui e vai além: ‘meu ídolo’

Na seleção adulta, Victor Birigui fez parte do elenco campeão Sul-Americano de 2019, disputado no Chile, nas cidades de Santiago e Temuco. Na Itália, o ponteiro jogará em um clube situado na província de Vibo Valentia, na região de Calábria. Lá, terá a companhia do oposto brasileiro Abouba. Na temporada encerrada por conta da pandemia de coronavírus, o Calabria Vibo Valentia terminou na 12ª e penúltima colocação.

+ Lucarelli diz que pretende chegar à Itália até final de junho

Em entrevista ao site oficial de seu novo clube, Victor Birigui se disse pronto para enfrentar a aventura no vôlei italiano, comentou sobre o companheiro Abouba e apresentou suas virtudes. “Nasci pronto. Nasci para o vôlei, é o que eu amo fazer e sempre darei o meu melhor. Trarei todo o meu potencial, meu compromisso e minha dedicação à minha nova equipe. Gosto de trabalhar duro e sempre colher o máximo de resultados”, disse.

+ Lucas Lóh vai para Polônia e Cruzeiro acerta mais renovações

“Conheço Abouba por jogar contra. Juntos, estávamos na seleção brasileira e também ficamos próximos nos treinos. Quando lhe dei a notícia de que me tornaria seu companheiro de equipe, ele ficou feliz e disse que eu gostaria do ambiente da cidade e do campeonato”, comentou. “Sei que o Rapha (levantador do EMS Taubaté) deixou sua marca no Vibo. Espero poder entrar na história também”, concluiu Victor Birigui.

https://www.facebook.com/tonnocallipovolley/photos/rpp.485938468096281/3076506029039499/?type=3&theater

Começo no vôlei e promessa da base

Victor Birigui Vôlei Atleta Brasil
Victor Birigui foi medalha de bronze no Mundial sub-21 de 2019 com o Brasil (FIVB/Divulgação)

Victor Alexsander Almeida Cardoso é natural de Birigui, interior de São Paulo. Por esse motivo, o atleta carrega o nome de sua cidade na sua carreira. Ele iniciou na modalidade em seu município. Em 2014, o garoto fez um bom Campeonato Paulista e foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira sub-17.

+ Daniel Cagliari é mais um que deixa o Brasil rumo à Europa

No Campeonato Mundial sub-21 de 2019, realizado no Bahrain, Victor Birigui contribuiu para a campanha que levou o Brasil ao pódio, conquistando a medalha de bronze. Na competição, o ponteiro foi o maior pontuador da seleção brasileira, com 99 acertos, e o segundo melhor atacante do torneio, com 91 bolas no chão e 57,96% de aproveitamento.

+ Após reviravolta, Wallace revela acordo com time da Turquia

“Meu maior sonho é ser o melhor jogador do mundo e ser campeão de três Olimpíadas. Eu admiro muitos jogadores, em particular, o Wilfredo Leon. Seguindo seus passos no futuro, quero me tornar um excelente jogador e acho que não é um sonho impossível”, concluiu Victor Birigui na publicação do site de seu novo clube.

Oposto brasileiro na Turquia

Ainda nesta quarta-feira, o oposto paranaense Matheus Krauchuk foi contratado pelo Solhan Spor Kulübü, da Turquia. O atleta paranaense, de 23 anos, tem passagens pelas categorias de base da seleção brasileira e integrou a seleção Militar, em 2018.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Na última temporada, o atleta, de 2 m, defendeu o Al Najma Club, time do Bahrain. Antes de partir para sua primeira experiência internacional, o oposto disputou duas edições da Superliga pelo Vôlei Renata/Campinas.

Mais em Vôlei