Siga o OTD

Lorenne Vôlei Sesc-RJ Reviravolta

Vôlei

Reviravolta na negociação pode melar ida de Lorenne ao Sesc

Negociação de Lorenne com o Sesc pode sofrer uma reviravolta e a oposta não acertar com o time do Rio de Janeiro

Lorenne foi a segunda maior pontuadora da Superliga 2019/20 (Beto Doloriert/CSV)

Reviravolta na negociação pode melar ida de Lorenne ao Sesc

A oposta Lorenne está com 24 anos e é um dos principais nomes da nova geração do vôlei feminino brasileiro. A jogadora, que disputou a última temporada pelo São Paulo-Barueri, estava próxima de fechar contrato para reforçar o Sesc-RJ em 2020/21. No entanto, uma reviravolta pode fazer com que a negociação não tenha êxito. De acordo com apuração do Olimpíada Todo Dia, o acordo entre clube e atleta pode fracassar.

+ Gabi reafirma que seu grande sonho é a medalha olímpica

O Olimpíada Todo Dia recebeu a informação de que a negociação entre Lorenne e Sesc-RJ “deu ruim e não vai mais acontecer”. Segundo a fonte consultada, o acordo pode ter uma reviravolta devido a uma questão contratual, já que o clube do Rio de Janeiro teria modificado a oferta inicial e a nova proposta não teria sido aceita pelo representante da jogadora.

Em contato com a reportagem, o empresário da atleta, Rogério Teruo, da empresa Handsports, negou. “A princípio está tudo certo. Só seu houve alguma mudança no Sesc que não estou sabendo”, respondeu. A assessoria de imprensa do clube carioca foi procurada e comunicou que “não falamos de renovações ou contratações até 1 de junho”.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Na Superliga 2019/20, Lorenne foi a segunda maior pontuadora da competição, com 369 acertos. Ela ficou atrás apenas de Polina Rahimova, do Sesi-Bauru, com 428 bolas no chão. Com a camisa da seleção brasileira de vôlei, a oposta conquistou o Campeonato Mundial sub-23 em 2015, em Âncara, na Turquia, o Sul-Americano de 2019, em Cajamarca, no Peru, e foi vice-campeã da Liga das Nações, em 2019, em Nanquim, na China.      

Mais em Vôlei