Siga o OTD

Gabi reafirma que seu grande sonho é a medalha olímpica

Vôlei

Gabi reafirma que seu grande sonho é a medalha olímpica

Atleta comentou em live no facebook da FIVB sobre o sonho de conquistar uma medalha olímpica e seu amadurecimento após 2016

“Meu grande sonho é uma medalha olímpica e todos os dias quando treino penso nisso”. A fala é de Gabriela Guimarães, a Gabi, que participou de sessão do Facebook Live na conta da Federação Internacional de Vôlei (FIVB).

Com seu sorriso, que já é marca registrada, Gabi conduziu a sessão em inglês quase perfeito de sua casa em Belo Horizonte. A ponteira brasileira está passando a pandemia no Brasil e aproveitou para responder a inúmeras perguntas de seus fãs de todo o mundo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Em 2016, Gabi teve sua primeira experiência no torneio de vôlei em uma Olimpíada. Para a ponteira, que praticou diversos esportes durante toda a sua vida, estar representando o país em uma edição de Jogos Olímpicos foi diferente.

“[Participar] dos Jogos Olímpicos Rio 2016 foi um sonho tornado realidade para mim”, disse o disse a atleta. Gabi continuou explicando como a experiência após a derrota nas quartas de final para a China, que adiou o sonho da medalha olímpica, provou ser um ponto de virada no seu crescimento como jogadora. “Todas as coisas pelas quais passei nos quatro anos desde então e todas as dificuldades me deram mais força e poder para trabalhar”.

Gabi no exterior

Gabi, do Vakifbank, de vôlei feminino medalha olímpica
A temporada em que defendeu o Vakifbank foi a primeira de Gabi na Europa (Divulgação)

Concentrando-se em sua experiência mais recente, Gabi, que defende o VakifBank, da Turquia, explicou como deixar o Brasil para jogar vôlei no exterior foi fundamental.

+ VEJA COMO ESTÁ O MERCADO DA SUPERLIGA FEMININA

“Aprendi muito nesta temporada, jogando em uma das melhores ligas do mundo, ao lado de alguns jogadoras incríveis”, disse ela. “Foi muito importante para mim jogar em um nível realmente alto e competir em grandes torneios fora do Brasil, como a Liga dos Campeões da Europa e a Liga da Turquia”, completou a jogadora, que espera que essa experiência internacional a ajude a subir o nível da seleção brasileira para que o time possa brigar pela medalha olímpica do vôlei feminino em Tóquio.

Gabi encerrou a sessão ao vivo de 40 minutos com alguns conselhos para aspirantes a estrelas. “O mais importante é ter o equilíbrio certo para todas as habilidades, como recepção, ataque, defesa, serviço. Quando você está tendo maus momentos no ataque , por exemplo, você pode chamar sua atenção para receber, sacar ou bloquear. Como não sou uma jogadora muito alta, percebi que preciso jogar com inteligência e tentar evitar erros”.

Mais em Vôlei