Siga o OTD

Lucarelli Vôlei Brasil Olimpíada

Tóquio 2020

Lucarelli relembra momentos marcantes do ouro na Rio-2016

Campeão em sua primeira Olimpíada, Lucarelli foi favorável ao adiamento dos Jogos de Tóquio para 2021

Lucarelli citou estreia, jogo contra França e final diante da Itália (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Lucarelli relembra momentos marcantes do ouro na Rio-2016

Nem parece que já faz quase quatro anos que a seleção brasileira de vôlei masculino ganhou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio-2016 em um Maracañazinho lotado e em clima de festa pela conquista. Era a primeira Olimpíada de Lucarelli, que na época estava com 24 anos, um dos mais novos do elenco. Campeão, o ponteiro citou os três momentos mais marcantes da conquista.

+ Estudar, treinar e brincar: a quarentena de Jaque e Murilo

“As minhas lembranças mais marcantes começam na estréia. Entrar no ginásio para meu primeiro jogo em minha primeira Olimpíada foi muito legal. Em seguida, o jogo contra a França, que acredito ter sido o divisor de águas, já que depois daquela partida nossa equipe voltou muito mais forte para o restante da competição. E, por fim, a final e após o último ponto, pois foi emblemático e um momento único ver todo mundo feliz e comemorando”, afirmou Lucarelli em entrevista ao Olimpíada Todo Dia.

O Brasil estreou na competição com vitória diante do México, por 3 sets a 1. Na segunda rodada mais um resultado positivo diante do Canadá e com a mesma parcial. Depois disso foram duas derrotas, ambas em quatro sets, para Estados Unidos e Itália, respectivamente. Com isso, a seleção comandada por Bernardinho chegou à última rodada com a obrigação de vencer da França para não ser eliminada. Vitória por 3 a 1 e vaga nas quartas de final.  

Por ter avançado na quarta posição do grupo A, o Brasil enfrentou a Argentina, que liderou o B. Lucarelli e seus companheiros superaram os rivais sul-americanos e, na sequência, bateram os russos, chegando à decisão. Era o reencontro com a Itália, algoz na primeira fase. Vitória da seleção brasileira por 3 sets a 0 e medalha de ouro no peito.

Confiança para Jogos de Tóquio

Lucarelli Vôlei Seleção Brasileira Olimpíada Ouro
Lucarelli disputou a Rio-2016 com 24 anos (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Quase quatro anos depois do ouro na Rio-2016, Lucarelli está com 28 anos e confiante no potencial da seleção brasileira pensando nos Jogos de Tóquio, que serão realizados em 2021, entre 23 de julho e 8 de agosto, por causa da pandemia de coronavírus.

“A expectativa é a melhor possível. Acredito que a seleção continua muito boa e com os jogadores mais experientes. Chegaram alguns atletas que não estavam em 2016 e que estão somando bastante. Espero que todos os jogadores brasileiros estejam na sua melhor forma para irmos bem mais uma vez e, que sabe, sermos bicampeões”, disse o jogador.

Favorável ao adiamento

Lucarelli concordou com o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio e garantiu que lida com normalidade ter que esperar por mais um ano. Sendo assim, o ponteiro se posicionou favorável à decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“É uma pena não ter sido esse ano, mas foi a melhor decisão a ser tomada. Não sou um cara extremamente ansioso, portanto, mesmo que fosse em 2020 estava tranquilo porque tinha muita coisa pela frente, pois ainda tinha que acabar o campeonato pelo clube, e primeiro tinha que estar entre os 12 da convocação”, destacou Lucarelli.

Mais em Tóquio 2020