Siga o OTD

Alessandro Rodrigo lançamento de disco atletismo jogos paralímpicos de tóquio 2020

Tóquio 2020

Ouro e recorde paralímpico para Alessandro Rodrigo no lançamento do disco

Ninguém no mundo lança disco como o recordista e bicampeão paralímpico Alessandro Rodrigo

Alessandro Rodrigo vibra após lançar o disco no Estádio Olímpico de Tóquio (Fotos Wander Roberto /CPB @wander_imagem)

Ouro e recorde paralímpico para Alessandro Rodrigo no lançamento do disco

De Tóquio – As principais gravadoras e selos musicais deveriam acompanhar mais o trabalho de Alessandro Rodrigo. Afinal, ele é um tremendo sucesso no lançamento de disco! Brincadeiras à parte, o atleta que é o atual bicampeão mundial, sagrou-se bicampeão dos Jogos Paralímpicos da classe F11 ao quebrar o recorde paralímpico que já era dele. E essa é a segunda medalha dele em Tóquio 2020, onde conquistou a prata no arremesso de peso.

O antigo recorde paralímpico de Alessandro Rodrigo no lançamento de disco era de 43.06 m, marca conquistada na Rio-2016 e que lhe garantiu o ouro. Em Tóquio, o atleta atingiu a marca de 43.16 m. Mas vale lembrar que o recorde mundial é do brasileiro. No Mundial de Dubai 2019, Alessandro Rodrigo fez 46.10 m.

Desde de seu primeiro lançamento, o brasileiro já assumiu a liderança da disputa e não foi ameaçado. A prata ficou com o iraniano Mahdi Olad, com 40.60 m. O pódio foi completado pelo italiano Oney Tapia, que fez 38.56 m.

Não fosse a chuva, Alessandro Rodrigo até poderia ter melhorado sua marca final, mas a quebra do recorde paralímpico e o ouro no peito já foram mais do que suficientes.

+ GUIA PARALÍMPICO

Lançando para o ouro

O primeiro lançamento foi de 42.09 m, o que seria suficiente para garantir a vitória. Mas a marca do ouro nos Jogos Paralímpicos de Tóquio veio na segunda tentativa com 43.16m. E a chuva atrapalhou bastante o andamento da prova do lançamento de disco.

Alessandro Rodrigo lançamento de disco atletismo jogos paralímpicos de tóquio 2020
Alessandro Rodrigo tornou-se bicampeão paralímpico nos Jogos de Tóquio (Fotos Wander Roberto /CPB @wander_imagem)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Entre cada tentativa, os voluntários da Tóquio 2020 tentavam tirar a água acumulada da plataforma de lançamento. Haja rodinho e braço. Não fossem as condições climáticas, Alessandro Rodrigo até poderia ter feito uma marca melhor.

Em sua terceira tentativa, o brasileiro fez 41.46 m. O quarto lançamento atingiu a marca de 42.53 m. Neste momento da prova, restando duas tentativas, Alessandro Rodrigo já estava confortável na liderança. Sua quinta e penúltima tentativa não foi validada. Os árbitros anotaram que o disco saiu à direita do campo da prova. E olha que o brasileiro e seu assistente reclamara, pois a marca foi bem perto do recorde paralímpico.

+RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

O sexto e último lançamento de Alessandro Rodrigo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio atingiu a marca de 42.27 m.

Mais em Tóquio 2020