Siga o OTD

Tóquio 2020

Assista ao vivo: judô nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020

Assista ao vivo ao torneio de judô dos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020 com a participação de nove atletas brasileiros, cinco homens e quatro mulheres

judô jogos paralímpicos tóquio 2020
(Leandro Martins/CPB/MPix)

Assista ao vivo: judô nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020

Finais

BRASILEIROS EM AÇÃO

DataProvaHorário/Resultado
60 kg - Oitavas de final - Thiego Marques (BRA) x Takaaki Hirai (JAP)
52 kg - Quartas de final - Karla Cardoso (BRA) x Ramona Brussig (ALE)
52 kg - Repescagem - Karla Cardoso (BRA) x Alesia Stepaniuk (RUS)
57 kg - Quartas de final - Lúcia Araújo (BRA) x Laura González (ARG)
81 kg - Oitavas de final - Harlley Arruda (BRA) x Daniel Powell (GBR)
57 kg - Semifinal - Lúcia Araújo (BRA) x Parvina Samandarova (UZB)
57 kg - Bronze - Lúcia Araújo (BRA) x Natalia Ovchinnikova (RUS)
70 kg - Alana Maldonado (BRA) x Matilde Lauria (ITA)
100 kg - Antonio Tenorio (BRA) x Ion Basoc (MDA)
Acima de 70 kg - Meg Emmerich (BRA) x Minako Tsuchiya (JAP)
Acima de 100 kg - Wilians Araújo (BRA) x Yordani Fernández Sastre (CUB)
90 kg - Arthur da Silva Cavalcante (BRA) x Héctor Espinoza Rodríguez (VEN)
90 kg - Arthur da Silva Cavalcante (BRA) x Vahid Nouri (IRI)
100 kg - semifinal - Antonio Tenorio (BRA) x Ben Goodrich (EUA)
70 kg - semifinal - Alana Maldonado (BRA) x Raziye Ulucam (TUR)
Acima de 70 kg - Meg Emmerich (BRA) x Dursadaf Karimova (UZB)
100 kg - disputa da medalha de bronze - Antonio Tenorio (BRA) x Sharif Khalilov (UZB)
Acima de 70 kg - disputa do bronze - Meg Emmerich (BRA) x Altantsetseg Nyamaa (MGL)
70 kg - final - Alana Maldonado (BRA) x Ina Kaldani (GEO)
90 kg - Arthur da Silva Cavalcante (BRA) x Oleksandr Nazarenko (UKR)

Brasil em Tóquio

A delegação brasileira de judô conta com nove atletas, sendo cinco homens e quatro mulheres. Além de Antônio Tenório, Arthur Cavalcante (Até 90kg), Harlley Damião (até 81kg), Thiego Marques (até 60kg) e Willians Silva de Araújo (acima dos 100kg) competem no masculino. Allana Martins Maldonado (até 70kg), Karla Ferreira (até 52kg), Lúcia Teixeira (até 57kg) e Meg Rodrigues Vitorino (acima de 70kg) brigarão pelas medalhas no feminino.

+GUIA DOS JOGOS PARALÍMPICOS

Entenda a modalidade

Alana Maldonado judô Jogos Paralímpicos Tóquio ao vivo
Alana Maldonado foi campeã mundial em 2018 (Matsui Mikihito/CPB)

O judô é disputado por atletas com deficiência visual divididos em categorias de acordo com o peso corporal. Com até cinco minutos de duração, as lutas acontecem sob as mesmas regras utilizadas pela Federação Internacional de Judô, com pequenas modificações em relação ao judô convencional.

+ RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

A principal delas é que o atleta inicia a luta já em contato com o quimono do oponente. Além disso, o combate é interrompido quando os lutadores perdem esse contato. Não há punições para quem sai da área delimitada.

O responsável pela primeira medalha de ouro verde e amarela foi o multicampeão Antônio Tenório, em Atlanta 1996. No total, o judô já rendeu ao Brasil 22 medalhas na história dos Jogos, sendo quatro ouros (todos conquistados por Tenório), nove pratas e nove bronzes. Acompanhe ao vivo o judô dos Jogos Paralímpicos pelo OTD!

Antônio Tenório judô paralímpico ao vivo Jogos Paralímpicos
Antônio Tenório é uma lenda do judô paralímpico (Ale Cabral/CPB)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Classificação

Além das categorias por peso, os judocas são divididos em três classes, de acordo com o grau da deficiência visual. Todas começam com a letra B (blind, cego em inglês): B1, B2 e B3. 
Nos Jogos Paralímpicos, atletas de diferentes classes podem competir juntos.
B1 – Cegos totais ou com percepção de luz, mas sem reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância;
B2 – Atletas com percepção de vultos;
B3 – Atletas que conseguem definir imagens;

Mais em Tóquio 2020