Siga o OTD

Tóquio 2020

Cátia Oliveira salva estreia do Brasil no tênis de mesa da Paralimpíada

Na primeira sessão do tênis de mesa dos Jogos Paralímpicos, Cátia Oliveira foi a única brasileira a vencer em seis jogos disputados. Competição volta às 4h

Cátia Oliveira tênis de mesa Jogos Paralímpicos Tóquio 2020
Wander Roberto/CPB

O Brasil disputou seis partidas na sessão de estreia do tênis de mesa dos Jogos Paralímpicos de Tóquio e conseguiu apenas uma vitória. A responsável pelo feito foi Cátia Oliveira, medalha de prata no Mundial de 2018, que derrotou a finlandesa Aino Tapola por 3 a 1 com parciais de 11/4, 7/11, 11/8 e 11/08 pelo Grupo D da classe 1-2. O outro que venceu foi com David Freitas, pelo Grupo E da classe 3, mas ele não precisou entrar em quadra, já que derrotou o sueco Alexander Oehgren por WO. Com sintomas de gripe, o adversário foi para o hospital da Vila dos atletas e está a espera resultado do exame de PCR. Outros brasileiros em ação, Danielle Rauen, Jennyfer Parinos, Marliane Santos, Luiz Manara e Lethicia Lacerda foram derrotados em seus primeiros jogos no Japão.

+Assista ao vivo: tênis de mesa nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020

Depois da vitória na estreia, Cátia Oliveira volta a jogar na noite desta quarta-feira, às 23h40, contra a polonesa Dorota Buclaw, enquanto David Freitas vai fazer sua estreia efetiva, já que não precisou jogar na primeira partida, contra o tailandês Yuttajak Glinbancheun, às 8h da manhã de quinta-feira.

Dentre os mesa-tenistas derrotados nas partidas de estreia, o melhor desempenho foi de Luiz Manara. Pelo Grupo G da classe 8, ele fez um jogo duríssimo contra o chinês Ye Chao Qun, mas acabou perdendo de virada por 3 a 1 com parciais de 9/11, 12/10, 15/13 e 12/10. O brasileiro volta a jogar na quinta, às 8h40, contra o sueco Linus Karlsson.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Um dos principais nomes do tênis de mesa paralímpico brasileiro, Danielle Rauen perdeu de virada da húngara Alexa Szvitacs com parciais de 9/11, 11/6, 11/9 e 11/6 pelo Grupo A da classe 9. Ela vai tentar a reabilitação às 8h da manhã desta quarta contra a turca Neslihan Kavas.

+ RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Outra brasileira muito bem cotada no tênis de mesa dos Jogos Paralímpicos, Jennyfer Parinos foi derrotada pela chinesa naturalizada australiana Lei Li Na por 3 a 0 (11/4, 11/8 e 11/4) e volta a jogar às 8h da manhã desta quarta contra a sul-coreana Kim Kun-Hea.

+TUDO SOBRE O TÊNIS DE MESA NOS JOGOS PARALÍMPICOS

Quem também não conseguiu resultado positivo foi Lethicia Lacerda, de 18 anos, a mais jovem atleta da delegação do tênis de mesa brasileiro nos Jogos Paralímpicos, que foi derrotada pela norueguesa Aida Dhalen por 11/6, 11/8 e 11/5 pelo Grupo C da classe 8. Já Marliane Santos foi completamente dominada pela sul-coreana Yoon Jiyiu e perdeu por 11/2, 11/6 e 11/1.

Mais em Tóquio 2020

viagra