Siga o OTD

Macris brasil japão jogos olímpicos tóquio

Tóquio 2020

Macris sai lesionada, mas Brasil joga com muita garra e passa pela Japão

Levantadora titular, Macris deixa partida com uma torção grave de tornozelo em partida de superação das brasileiras diante das anfitriãs

Macris sai lesionada, mas Brasil joga com muita garra e passa pela Japão

O Brasil voltou à quadra para o terceiro duelo na fase de classificação dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O time desafiou o Japão e só sofreu no terceiro set para confirmar a vitória por 3 a 0: 25/16, 25/18 e 26/24. Contudo, uma lesão assustadora de Macris quase comprometeu o triunfo brasileiro.

A levantador torceu muito feio o tornozelo ao cair no pé de uma adversária. Macris desabou em lágrima ainda dentro da quadra e teve que ser carregada até o banco de reservas. Depois, ela saiu de cadeira de rodas, uma cena emocionante, mas ao mesmo tempo preocupante. Vai ser difícil voltar a ver Macris nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Roberta entrou em seu lugar e deu conta do recado. Quando Macris saiu, o Japão viveu seu melhor momento na partida e flertou com a vitória no terceiro set. Mas o Brasil jogou por Macris, mostrou uma garra enorme, conseguiu a virada e fechou a partida em sets diretos.

+ CONFIRA A TABELA COMPLETA DO VÔLEI FEMININO NOS JOGOS OLÍMPICOS DE TÓQUIO 2020

Fernanda Garay, mais uma vez, foi a principal pontuadora da partida e terminou com 13 pontos. Ela foi seguida de Gabi com nove pontos. Três jogadoras fizeram seis pontos cada: Tandara, Natália e Carol.

O jogo

+RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Tirando alguns pequenos erros de ataque de Gabi, Tandara e Natália, que entrou bem no fim do 1º set, o Brasil fez uma partida de manual. Sacou bem, chegou em todas as bolas, seja com o bloqueio ou na defesa, e teve muita inteligência para atacar.

Com a bola na mão, Macris deitou e rolou. Foi de china com Gattaz, pipe com Tandara e Garay, chutada na ponta, tempo atrás, um espetáculo. O volume foi tão grande, que o Japão só foi reagir nos últimos pontos e já era tarde demais.

Garay brasil japão jogos olímpicos
Fernanda Garay volta a ser a principal pontuadora do Brasil (Reprodução/FIVB)

Não é nenhum exagero dizer que o segundo set foi uma reprise do primeiro. A diferença é que o Japão errou um pouco menos no ataque, foi mais conservador e até chegou a incomodar.

As duas equipes empataram em 9 a 9 e o Brasil pediu tempo. Daí em diante, só deu Brasil de novo. Carol fez alguns pontos em sequência, no bloqueio, no saque e atacando.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOKSELEÇÃO FEMININA

Momento tenso

Com 2 a 0 no placar, o terceiro set começou mais apertado, com o Japão jogando tudo para se manter na partida. O roteiro parecia ser o mesmo dos dois sets anteriores, mas o esporte pode e é muito cruel. Macris foi para o bloqueio e na queda pisou no pé de uma japonesa. A torção foi feia e ela teve que sair.

Macris saiu chorando muito e isso abalou o Brasil, que demorou para reagir. O Japão abriu quatro pontos de vantagem, mas não teve a mesma garra para se manter à frente. Gattaz e Natália foram cruciais nos pontos decisivos e o Brasil fechou o jogo em sets diretos.

25.07 (DOMINGO) – Brasil 3 x 0 Coréia do Sul (25/10, 25/22 e 25/19)

28.07 (TERÇA-FEIRA) – Brasil 3 x 2 República Dominicana (22/25, 25/17, 25/13, 23/25 e 15/12)

29.07 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 (25/16, 25/18 e 26/24)

31.07 (SÁBADO) – Brasil x Sérvia, às 4h25

02.08 (SEGUNDA-FEIRA) – Brasil x Quênia, às 9h45

Mais em Tóquio 2020