Siga o OTD

Tóquio 2020

Com dois de Marta, Brasil estreia com goleada sobre a China na Olimpíada

Com gols de Marta, Debinha, Andressa Alves e Bia Zaneratto, Brasil bate China por 5 a 0 e estreia com goleada nos Jogos

Brasil e China - Seleção feminina - Tóquio 2020
(Divulgação/FIFA)

A bola enfim rolou nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. E não poderia ter sido melhor para seleção feminina de futebol brasileiro! Nesta quarta-feira (21), no Miyagi Stadium, o Brasil encarou a China, dominou a maior parte do jogo e ainda segurou uma pressão adversária no segundo tempo para vencer com goleada de 5 a 0.

Os gols foram marcados por Marta, duas vezes, Debinha, Andressa Alves, de pênalti, e Bia Zaneratto. A camisa 10 chegou a 12 tentos em Olimpíadas e se isola como a segunda maior artilheira da competição, atrás apenas de Cristiane, que tem 14 e não foi convocada para Tóquio. Além disso, a capitã se tornou a primeira mulher a marcar em cinco edições de Jogos Olímpicos. Já a camisa 9 se tornou a artilheira da era Pia Sundhage, com 13 gols.

+Tabela completa do futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Com o resultado, a seleção feminina repete o placar da estreia contra Camarões em Londres 2012, quando foi medalha de prata. Além disso, o Brasil mantém a invencibilidade em estreias olímpicas e volta a vencer a China, repetindo o resultado da abertura dos Jogos no Rio, em 2016.

Agora, o próximo compromisso do Brasil na fase de grupos dos Jogos Olímpicos é diante da Holanda. O duelo, que promete muitas emoções, acontece neste sábado (24), às 20h do Japão (8h do Brasil). Na sequência, a seleção feminina encerra sua participação na fase classificatória diante da Zâmbia, no dia 27, às 20h30 (8h30 do Brasil). Você acompanha todos os confrontos ao vivo no Olimpíada Todo Dia.

O jogo

Primeiro tempo

O Brasil foi a campo com: Bárbara, Bruna Benites, Érika, Rafaelle e Tamires; Formiga, Andressinha, Duda e Marta; Bia Zaneratto e Debinha. A partida começou equilibrada, com a China indo para cima nos primeiros minutos. A seleção feminina, no entanto, foi encaixando melhor o jogo e passou a levar mais perigo. 

Assim, não demorou muito para o Brasil abrir o placar. E tinha que ser dela. Aos oito minutos, Bia Zaneratto cruzou para Debinha cabecear no travessão. No rebote, Bia brigou pela bola, que sobrou na área para Marta chutar de primeira e estufar as redes. 

Brasil e China - Seleção feminina - Tóquio 2020 - Jogos Olímpicos
Marta marca seu 11º gol em Olimpíadas (Sam Robles/CBF)

O jogo voltou a ficar mais estudado depois do gol, mas a China não levava perigo para a meta de Bárbara. A seleção feminina continuou impondo e, aos 21 minutos, Debinha ampliou o marcador no rebote da goleira no chute de Bia Zaneratto. 

O Brasil dominava completamente a partida, sem dar chances para as adversárias. O time de Pia teve mais chances de abrir o placar ainda no primeiro tempo, mas sem sucesso. Nos minutos finais, a China se animou e tentou a reação, levando perigo ao gol de Bárbara pela primeira vez aos 40 minutos. Mas a seleção brasileira se segurou bem e levou a vantagem de dois gols para o intervalo. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Segundo tempo

A China voltou mais ligada para a segunda etapa, levando perigo para Bárbara logo nos primeiros minutos. A equipe asiática tinha mais volume de jogo e vivia seu melhor momento no jogo. O Brasil até reagiu, mas dava muito espaço para as adversárias, que chegavam com mais facilidade.

A seleção feminina perdeu a concentração e cometia muitos erros na saída de bola, caindo bastante de produção. A China, então, aproveitava para tentar diminuir a desvantagem no placar, mas esbarrou em grande atuação de Bárbara. Mas o Brasil tem um diferencial chamado Marta.

Brasil e China - Seleção feminina - Tóquio 2020 - Jogos Olímpicos
Brasil soma duas medalhas de prata em Olimpíadas (Sam Robles/CBF)

Aos 27 minutos, a camisa 10 cruzou para Bia Zaneratto, que tentou o chute e foi desarmada pela defesa. O corte, entretanto, foi mal feito e a bola voltou para a Marta, que chutou direto para o gol, no cantinho esquerdo da goleira, parar marcar o terceiro gol da seleção feminina.

Depois disso, o Brasil enfim embalou de novo. E aos 34, Andressa Alves sofreu pênalti. Ela mesma foi para a cobrança e decretou a goleada da seleção brasileira na estreia dos Jogos Olímpicos. Mas ainda cabia mais e, aos 43, Bia Zaneratto recebeu na medida de Debinha e mandou para o fundo da rede, coroando sua ótima atuação.

Reveja: Brasil x China – futebol feminino – Jogos Olímpicos de Tóquio

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Tóquio 2020