Siga o OTD

viviane jungblut índice 1500 m nado livre jogos olímpicos de tóquio

Tóquio 2020

Viviane Jungblut quebra recorde dos 1500 m livre e se garante na Olimpíada

Com a marca de 16m14s00, Viviane Jungblut quebrou o recorde brasileiro dos 1500 m livre e garantiu vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Alexandre Castello Branco/COB

Viviane Jungblut quebra recorde dos 1500 m livre e se garante na Olimpíada

Viviane Jungblut está classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A atleta do Grêmio Náutico União atingiu a marca necessária para garantir uma vaga na Seleção Olímpica do Brasil nesta sexta-feira (11), na Tomada de Tempo especial para atletas que tiveram COVID-19, realizada no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

Viviane Jungblut já havia nadado oito vezes abaixo do índice olímpico. Na Seletiva Olímpica de abril, Beatriz Dizotti e Betina Lorscheitter nadaram abaixo da marca estabelecida pela FINA. Nesta sexta-feira, Viviane foi além. Nadou abaixo do índice com direito a recorde brasileiro e vaga garantida em Tóquio: 16m14s00.

+Etiene Medeiros celebra vaga em Tóquio e treina para competição na Itália, em junho

“Estava muito preparada para nadar em abril, quando tive a notícia que testei positivo e fiquei isolada em um hotel aqui perto do Parque Aquático onde foi disputada a Seletiva. Aquilo me magoou muito, mas tive apoio da minha família, dos meus treinadores e todos que trabalharam muito para que eu chegasse aqui hoje e concretizasse meu sonho de dizer: sou uma atleta olímpica”, disse Viviane Jungblut.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Com o resultado, Viviane Jungblut e Beatriz Dizotti, que tinha batido o recorde brasileiro na seletiva de abril com 16min22s07, serão as duas representantes brasileiras nos 1500 m livre. Betina Lorscheitter, que fez o índice com 16min27s73 há dois meses, fica fora da prova porque o regulamento só permite dois representantes por país.

O dia também foi de tentativas de índice nos 100m costas e nos 200m livre (masculino). Nos 100m costas, Maria Luiza Pessanha nadou para 1m02s69 e Alexia Assunção nadou para 1m04s43. Vinicius Assunção não conseguiu classificação para a final com 1m50s36.

Neste sábado, os mesmos atletas voltam para a piscina para as provas de 200m costas feminino, 100m livre masculino e 800m livre feminino. As eliminatórias são a partir das 9h30 e finais às 18h30

Mais em Tóquio 2020