Siga o OTD

Marcus D'Almeida mundial de tiro com arco qualificação

Tiro com Arco

Cheio de estilo, Marcus D’Almeida mira resultado além da qualificação

Segundo melhor no ranqueamento, Marcus D’Almeida sabe que a competição que vale começa nas eliminatórias do Mundial de tiro com arco

Cheio de estilo, Marcus D’Almeida mira resultado além da qualificação

O segundo lugar na qualificação do arco recurvo no Mundial de tiro com arco, que está sendo realizado em Yankton, nos Estados Unidos, trouxe muita atenção para o estiloso Marcus D’Almeida. Ele, que já chama atenção com seu bigode fino, espetado e o uniforme amarelo canário do Brasil, quer manter o excelente momento na fase eliminatória da competição e voltar a figurar entre os 10 melhores do mundo.

Em entrevista para a World Archery (Federação Internacional de Tiro com Arco), o brasileiro falou sobre o atual momento e a expectativa para a sequência do Mundial de tiro com arco. “Aconteceu, não sei como explicar”, disse D’Almeida ao ser questionado sobre os 670 pontos e o segundo lugar na qualificação. “Eu me concentrei em mim mesmo. Não é o alvo, não é sobre o evento. Porque o vento não foi fácil. Definitivamente não foi fácil.”

O vento dominou as conversas sobre a qualificação do arco recurvo. Rajadas de até 30 km/h atingiram o local da prova e mexeram bastante na competição. Não foi uma questão sobre o quanto o vento influenciou, mas quais arqueiros enfrentaram melhor as condições. Marcus D’Almeida foi um deles.

Com 670 pontos, sete atrás de Kim Woo-Jin, da Coreia do Sul, o brasileiro foi o único outro arqueiro a passar da marca dos 660 pontos durante um dia em que muitos desejaram que o mundial fosse indoor.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Agora que vale!

Nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, Marcus D’Almeida foi apenas o 40º na qualificação, mas depois conquistou duas grandes vitórias e terminou em nono. Na ocasião, o arqueiro foi categórico: “Ninguém se lembra de quem foi melhor na qualificação.”

Marcus D'Almeida tiro com arco tóquio 2020
Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Marcus D’Almeida terminou no 9º lugar (Divulgação/World Archery)

E se essa máxima vale para quando se vai mal, vale também para quando se vai bem. “Quero ir bem na competição, não apenas na qualificação. Acho que essa é a diferença entre grandes atletas e maus atletas. Se você não vir o resultado desejado, continue. Continue empurrando até conseguir o que deseja.”

Diante disso, o Mundial de tiro com arco começa agora. Mais precisamente na terceira rodada eliminatória. “Estou muito, muito animado. Mas não é sobre a qualificação. É sobre o campeonato mundial”, disse Marcus D’Almeida.

Ao iniciar sua fase eliminatória na fase de 32 avos, o arqueiro brasileiro está a duas vitórias das quartas de final do Mundial de tiro com arco.

Mais em Tiro com Arco