Siga o OTD

Rafael Nadal - US Open - Coronavírus

Tênis

Rafael Nadal desiste de jogar US Open por causa da pandemia

Número dois do mundo se disse preocupado com os riscos da pandemia e decidiu não defender o título do US Open este ano

Nadal foi campeão do US Open em 2019 Instagram/rafaelnadal)

Rafael Nadal desiste de jogar US Open por causa da pandemia

O US Open de tênis ganhou mais baixa. Atual número 2 do mundo, Rafael Nadal anunciou que não irá participar do Grand Slam dos Estados Unidos, do qual foi campeão no ano passado, pelos riscos em meio à pandemia de coronavírus.

“Após pensar muito, decidi não jogar o US Open desse ano. A situação está muito complicada ao redor do mundo, o número de casos de coronavírus está subindo, e parece que nós ainda não temos controle sobre ele. Essa é uma decisão que eu nunca quis tomar, mas eu resolvi seguir meu coração nesse momento, e por agora, eu prefiro não viajar”, disse o espanhol em suas redes sociais.

Além disso, com as mudanças temporárias do ranking para esta temporada, Nadal não poderia somar novos pontos, uma vez que foi campeão no ano passado, assim como não perderá esses mesmos pontos, pela decisão da ATP proteger os tenistas em meia à pandemia.

“Eu sei que minhas palavras podem ter repercussões. Eu pessoalmente respeito a intenção positiva e o trabalho feito pela USTA e pela ATP de trazer de volta o circuito mundial. É difícil dizer se é a decisão correta ou não, mas eu respeito e entendo que há muitos jogadores em diferentes situações do que eu e precisam jogar, porque estão enfrentando problemas financeiros”, pontuou.

Respeito ao Grand Slam

Nadal, no entanto, reconheceu os esforços da organização do US Open e disse que o torneio continuará sendo grande do mesmo jeito. “Todo meu respeito à USTA, aos organizadores do US Open e à ATP por tentarem montar o evento para os jogadores e para os fãs ao redor do mundo através da TV.”.

“O torneio continua sendo grande, é um Grand Slam. Eu não sou o tipo de pessoa arrogante para dizer que o torneio não vai ser tão grande porque eu não estou jogando. É claro que o torneio vai ser disputado em circunstâncias especiais, mas segue sendo um Grand Slam e o vencedor vai sentir isso, como um vencedor de Grand Slam”, disse em videoconferência reproduzida pela Reuters.

Além de Nadal, Nick Kyrgios anunciou que não jogará o US Open. Além dele, Roger Federer também não estará nos EUA, mas por ter passado por duas cirurgias no joelho direito este ano. No feminino, Ashley Barty também desistiu de disputar o torneio em Nova York.

Restante do calendário

Apesar da desistência do US Open, Rafael Nadal ainda não confirmou sua ausência no Masters 1000 de Cincinnati. O torneio preparatório para o US Open, no entanto, apresentou sua lista de entrada com o nome do espanhol. Mas, pela justificativa dada para jogar o Grand Slam, é provável que ele não dispute também Cincinnati.

Além disso, o Masters 1000 de Madrid acabou sendo cancelado pelas autoridades espanholas após o aumento no número de casos de coronavírus no país. Rafael Nadal ainda deixou em aberto sua participação no Masters 1000 em Roma, na Itália. “Não sei se vou jogar em Roma ou não. Aguardo notícias do novo calendário adaptado após o cancelamento de Madri e, depois, terei que tomar decisões”.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

O US Open está marcado para acontecer a partir do dia 31 de agosto, no Complexo Billy Jean King, em Nova York. O torneio, no entanto, será com portões fechados.

Mais em Tênis