Siga o OTD

Masters 1000 de Madrid - Coronavírus

Coronavírus

Coronavírus: autoridades sugerem cancelar Masters de Madrid

Aumento de casos na Espanha preocupa autoridades e coloca em risco a realização do torneio

Nadal é a prata da casa do Masters 1000 de Madrid (Divulgação/Mutua Madrid Open)

Coronavírus: autoridades sugerem cancelar Masters de Madrid

O calendário do circuito internacional de tênis tem sua volta prevista para este mês, mas um dos torneios mais importantes tem sido colocado em xeque. Os organizadores do Masters 1000 de Madrid foram aconselhados pelas autoridades de saúde locais a não realizar o evento remarcado em setembro devido ao novo aumento de casos de coronavírus na Espanha.

O Masters 1000 de Madrid deveria ter acontecido em março, mas foi adiado para 13 de setembro, com expectativa de contar com público nas arenas. O torneio é importante para os jogadores se prepararem para Roland Garros, que começa em 27 de setembro.

+Tóquio em alerta após novo aumento de casos de coronavírus

“Devido ao aumento de casos, os organizadores manifestaram preocupação em poder realizar o torneio livre de riscos para jogadores, fãs e funcionários. Diante da situação, eles solicitaram a ajuda de Antonio Zapatero, secretário adjunto de saúde pública, e foram aconselhados a não realizar o torneio devido à tendência atual dos casos de coronavírus”, disse a organização do Masters 1000 em nota.

Além disso, segundo o jornal El Confidencial, a comunidade madrilenha assinou uma carta pedindo ao diretor e tenista Feliciano López que o evento fosse cancelado. O motivo seria o “risco à saúde que isso acarretaria tanto para os atletas, público, e equipe operacional”.

Os responsáveis pelo torneio agora analisam e avaliam todas as opções possíveis, reiterando o compromisso em garantir a segurança de todos os envolvidos.

Caso positivo na WTA

O tênis profissional retorna oficialmente neste sábado (1º) com as mulheres no WTA de Palermo, na Itália. No entanto, antes mesmo da primeira partida, uma das atletas, não identificada, testou positivo para o coronavírus e não poderá disputar a competição.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“Uma jogadora testou positivo para o coronavírus no WTA de Palermo e foi desqualificada do torneio. A jogadora está assintomática. Todo indivíduo que testar positivo será mantido em isolamento até que esteja sem sintomas pelos protocolos estabelecidos e receberá o tratamento médico apropriado. Além disso, todos que tiveram contato com o indivíduo estão sendo testados nos protocolos da WTA. O torneio de Palermo vai continuar como planejado”, disse nota oficial.

Mais em Coronavírus