Siga o OTD

Gabriel Medina e Tatiana Weston-Webb assumem ansiedade pela Olimpíada

Tóquio 2020

Gabriel Medina e Tatiana Weston-Webb assumem ansiedade pela Olimpíada

Finalizando a preparação para a estreia na Olimpíada, Gabriel Medina e Tatiana Weston-Webb valorizam a presença do surfe na maior competição do planeta

Vai começar! A estreia do surfe nos Jogos Olímpos está prevista para acontecer no sábado (24). quando Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima entram na água na praia de Tsurigasaki, em Chiba, a 64 km de Tóquio. Apesar de ser sua edição de estreia, a modalidade traz muita esperança de medalhas e de ouro para os brasileiros.

-Brasil terá apenas quatro pessoas na cerimônia de abertura dos Jogos

No masculino, Gabriel Medina e Ítalo Ferreira estão nas duas primeiras colocações do ranking mundial e são os dois últimos campeões do mundo. Por conta disso, esperasse que os dois cheguem ao pódio. Treinando na base montada pelo Time Brasil para o surfe, Medina não esconde o que sente por fazer parte da maior competição esportiva do mundo.

“Fico feliz de estar aqui fazendo parte do time. Finalmente o surfe está fazendo parte da Olimpíada, que o maior palco do esporte no mundo, onde estão os melhores do mundo. Sou grato pela oportunidade e agora é aproveitar. É uma vez a cada quatro anos, estou me preparando e focando 100% para o momento que começar”, disse Medina.

Atual quarta colocada do ranking mundial, Tatiana Weston-Webb vem fazendo uma ótima temporada de 2021, com direito ao título da etapa de Margaret River, na Austrália. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Tatiana não esconde a ansiedade e o desejo de defender o Brasil.

Júlio César Guimarães/COB

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

“A sensação de chegar aqui em Tóquio é bem diferente. A gente nunca viveu aquela experiência de Jogos Olímpicos no surfe. Eu estou super animada e não vejo a hora de colocar a lycra com a bandeira do Brasil nas costas. Eu estou me sentindo confiante. Sei que preciso competir bem forte, ser esperta, para poder avançar. Conheço todas as meninas, todas estão aqui porque são incríveis. Preciso surfar bem para seguir até a final”, comentou Tatiana Weston-Webb

Formato de disputa

Para a estreia nos Jogos Olímpicos, o surfe conta com 20 atletas no masculino e no feminino. Na primeira fase, os atletas são divididos em cinco baterias de quatro atletas e os dois melhores avançam para as oitavas de final. Os 10 surfistas que não seguirem para as oitavas de final disputam a repescagem, dividida em duas baterias de cinco atletas com os três melhores seguindo.

Os seis competidores que conseguirem as vagas na repescagem seguem para as oitavas de final. Os 16 melhores atletas são divididos em confronto de dois surfistas em baterias eliminatórias até a decisão.

Mais em Tóquio 2020