Siga o OTD

Saltos Ornamentais

Brasil conquista 11 medalhas no Sul-Americano Virtual

Ao todo, foram cinco medalhas de ouro, cinco de prata e uma de bronze; Brasil foi a equipe com mais medalhas de ouro na competição.

Giovanna Pedroso foi uma das que saiu com uma medalha (Instagram/giovannapedroso)

Brasil conquista 11 medalhas no Sul-Americano Virtual

Onze medalhas. Esse foi o resultado brasileiro no I Campeonato Sul-Americano Virtual de Saltos Ornamentais, realizado pela internet nos últimos três dias e organizado pela Confederação Sul-Americana de Natação (CONSANAT). Ao todo, foram cinco medalhas de ouro, cinco de prata e uma de bronze. O Brasil foi a equipe com mais medalhas de ouro na competição.

+ Federação anuncia suporte financeiro a nadadores

A organização da competição estabeleceu de três a quatro exercícios que simulam atividades dos Saltos Ornamentais que puderam ser realizados fora da água. Cada categoria teve suas atividades específicas. As categorias foram: Aberta, e dos Grupos A, B, C e D.

SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“Foi importante para vermos que o trabalho está na direção certa. Principalmente o trabalho técnico, os elementos de base. Mostra que o Brasil está trabalhando bem e tem um futuro promissor”, avaliou o chefe de equipe e presidente da Saltos Brasil, Ricardo Moreira.

“Se a gente tem uma base forte, temos um futuro promissor e, nessa competição, foram avaliados os elementos básicos do saltos. Então, diante dos resultados e do que foi apresentado pelos atletas, foi uma excelente participação do Brasil”, completou.

Vencedores

O Brasil começou na competição com dois pódios. Giovanna Pedroso e Jackson Rondinelli foram ouro e prata, respectivamente, na categoria aberta.

No Grupo A, para atletas de 16 a 18 anos, Rebeca Santana conquistou o ouro (23,83 pontos) e Livi Castilho a prata (19,83). Domínio também no masculino: Rafael Fogaça terminou em primeiro (27,17) e Rafael Max com a prata (26,67).

No Grupo B, para atletas de 14 e 15 anos, o destaque ficou por conta de Diogo da Silva, que conquistou a medalha de ouro com 23,17, a mesma pontuação do colombiano Tomás Menezes.

O Grupo C, para atletas de 12 e 13 anos, Emanuele Alves foi prata com 28,83 pontos. No Grupo D, para atletas até 12 anos, três atletas brasileiros foram ao pódio virtual. Entre as mulheres, Paolla Bittencourt Rosa foi campeã com 26,10 pontos. Entre os meninos, Lorenzo Dionizio foi prata com 25,17 e Isaac Junior foi bronze com 21,67 pontos.

Brasil leva 11 medalhas no Campeonato Sul-Americano Virtual de Saltos Ornamentais; foram cinco de ouro,cinco de prata e uma de bronze
Atletas do Brasil disputando o Campeonato Sul-Americano Virtual de Saltos Ornamentais (Instagram/saltosbrasil)
Veja os resultados da equipe brasileira no Campeonato Sul-Americano Virtual de Saltos Ornamentais

Aberto:

Feminino

  • Giovanna Pedroso – ouro – 30 pontos
  • Andressa Bonfim – 5º – 19 pontos

Masculino

  • Jackson Rondinelli – prata – 33,50 pontos
  • Isaac Souza – 4º – 32 pontos

Grupo A

Feminino

  • Rebeca Santana – ouro – 23,83 pontos
  • Livi Castilho – prata – 19,83 pontos

Masculino

  • Rafael Fogaça – ouro – 27,17 pontos
  • Rafael Max – prata – 25,67 pontos

Grupo B

Feminino

  • Janine Queiroz – 5º – 16,83 pontos
  • Maria Paula Vieira – 11º – 14,67 pontos.

Masculino

  • Diogo da Silva – ouro – 23,17 pontos
  • Felipe Negrão – 8º – 15 pontos

Grupo C

Feminino

  • Emanuele Alves dos Santos – prata – 28,83 pontos
  • Bruna Ravelli Coelho Mendonça – 8º – 25,17 pontos

Masculino

  • Rafael Lobato e Farias Machado – 7º – 25,67
  • Nathan Silveira Lemos de Souza – 8º – 23,50

Grupo D

Feminino

  • Paolla Bittencourt Rosa – ouro – 26,17
  • Emmanuelly Fonseca dos Santos Aquino Pereira – 7º – 20,33

Masculino

  • Lorenzo Felippe Dionísio – prata – 25,17 pontos
  • Isaac Silva Pessoa Junior – bronze – 21,67 pontos

Mais em Saltos Ornamentais