Siga o OTD

Os Olímpicos

Wierer vence mais uma em casa no Mundial de Biatlo

Wierer vence mais uma em casa no Mundial de Biatlo

Nesta terça tivemos a final da prova individual 15km feminino. Diferente das anteriores, nesta prova, cada tiro errado aumenta automaticamente 1min no tempo do atleta e não há volta de penalidade.

Foto: Getty Images

Dorothea Wierer fatura seu segundo ouro em casa

A favorita era a sueca Hanna Öberg, ouro nesta prova nos Jogos Olímpicos de Pyeongchang em 2018 e no Mundial de 2019. Terceira a largar, a sueca errou um tiro logo na primeira passagem, mas foi tirando a diferença no seu excelente esqui. Quem vinha brilhando e liderando todas as parciais no início era a polonesa Monika Hojnisz, que estava adorando de maneira perfeita, se aproximando muito da vitória. Na última passagem no tiro, veio o nervosismo, e ela errou os dois últimos tiros! Öberg errou mais um na última série, mas completou em 43:46.4 contra 44:17.8 da polonesa.

Campeã do sprint, a norueguesa Marte Olsbu Røiseland não fazia prova perfeita, mas vinha duelando com as parciais de Hojnisz após os tiros. Ela errou dois tiros no total e terminou com 43:23.5, assumindo a liderança.

As alemãs Vanessa Hinz e Franziska Preuss também faziam ótima prova. Hinz errou apenas um tiro na última passagem e completou em 43:09.9, tirando a liderança da Røiseland. A nova sensação alemã Preuss foi se recuperando dos dois tiros errados ainda na primeira passagem, mas acabava em 4º no momento com 44:11.1, atrás de Öberg.

Ouro na perseguição, a italiana Dorothea Wierer optou por largar mais para o final, em 57º, tentando se aproveitar de uma neve mais rápida. E deu certo! Ela errou um tiro na primeira passagem e mais um na segunda, mas seguiu voando no esqui brigando nos centésimos n as parciais da Hojnisz, da Røiseland e da Hinz. Após zerar a última série de tiros, Wierer estava com pouco mais de 2s de vantagem. Faltando 300m, a italiana estava com 1s de vantagem e usou tudo que tinha para terminar em 43:07.7, apenas 2.2 melhor que a alemã!

Outras atletas vinham bem, e poderiam sonhar com o pódio, mas erraram tiros na última passagem e confirmaram a vitória de Wierer, que se tornou a primeira italiana a vencer o individual.

Hinz acabou com a prata e Røiseland foi bronze, sua 4ª medalha neste mundial em 4 provas disputadas!

Mais em Os Olímpicos