Siga o OTD

Mundial de Esportes Aquáticos

Guilherme Costa volta a bater recorde e fica em 6º nos 1.500m

Guilherme Costa volta a bater recorde sul-americano e fica em sexto lugar na final dos 1.500m em Budapeste

Guilherme Costa Mundial de Esportes Aquáticos
Guilherme Costa foi o grande nome do Brasil neste Mundial (Foto: Divulgação/CBDA)

Guilherme Costa voltou a bater o recorde sul-americano dos 1.500m livre neste sábado (25), no último dia de disputas da natação no Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste, na Hungria. O brasileiro foi muito bem durante toda a prova e terminou em sexto lugar na final, com 14:48.53, abaixando quase cinco segundos a marca que ele mesmo havia feito nas eliminatórias.

+ Rafael Matos e David Vega Hernandez vencem ATP 250 de Mallorca

Cachorrão, como é popularmente conhecido Guilherme Costa, se manteve na briga pelas medalhas nos dois primeiros terços de prova. O italiano Gregorio Paltrinieri, que levou o ouro batendo o recorde do campeonato com 14:32.80 disparou logo no início, mas as demais posições ficaram abertas. O brasileiro ficou na quinta colocação, colado num grupo de quatro atletas, até os 900m.

A partir daí, diminuiu um pouco seu ritmo e os atletas a sua frente aumentaram o volume. Mesmo assim, Cachorrão se manteve sempre abaixo das parciais que fez na eliminatória e, por isso, bateu o recorde sul-americano mais uma vez.

Guilherme Costa Mundial
Cachorrão nadando os 1.500m livre (Foto: CBDA)

Sem dúvidas, Guilherme foi o principal nadador brasileiro neste Mundial. Além do recorde sul-americano nos 1.500m livre, ele participou de outras duas finais, sendo medalhista de bronze nos 400m livre e quinto colocado nos 800m livre.

O italiano Gregorio Paltrinieri dominou os 1.500m de ponta a ponta e se manteve abaixo das parciais do recorde mundial durante toda a disputa, chegando, inclusive, a nadar três segundos abaixo da marca. No entanto, ele diminuiu o ritmo nos 50m finais e não alcançou os 14:31.02 do chinês Sun Yang, feita em Londres-2012. Assim assim, seu 14:32.80 foi o suficiente para bater o recorde do campeonato.

Jhennifer Conceição é 8ª

Outra brasileira em final na última sessão da natação neste Mundial de Esportes Aquáticos, Jhennifer Conceição ficou na oitava colocação dos 50m peito, com 30.45. Ela foi outra atleta que havia batido o recorde sul-americano da prova na semifinal (30.28), mas não conseguiu alcançar a marca na final.

Jhennifer Conceição Mundial de Esportes Aquáticos
Jhennifer Conceição nos 50m peito (Foto: Divulgação/CBDA)

O ouro ficou com a lituana Ruta Meilutyte, com 29.70. A italiana Benedetta Pilato foi prata, a 29.80, e a sul-africana Lara van Niekerk ficou com o bronze, em 29.90. A norte-americana Lilly King, que defendia o bicampeonato da prova, ficou em sétimo lugar, com 30.40.

Eliminações nas eliminatórias

O Brasil esteve presente em outras três provas eliminatórias na manhã deste sábado. Os revezamentos 4x100m medley brasileiros ficaram fora da final. O time masculino, formado por Guilherme Basseto, João Gomes Júnior, Matheus Gonche e Luiz Gustavo Borges anotou 03:44.66 e foi o décimo na eliminatória, não avançando por seis décimos. A Áustria foi a última classificada com 03:34.06.

A equipe feminina, com Stephanie Balduccini, Jhennifer Conceição, Giovanna Diamante e Ana Carolina Vieira, também foi a décima colocada, marcando 04:04.59, três segundos atrás da França, última classificada à final com 04:01.45.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Já Gabrielle Roncatto anotou 4:52.61 nos 400m medley, 14º melhor tempo da eliminatória, e não avançou para a final. A última classificada à final foi a japonesa Ageha Tanigawa, com 4:40.70.

Campanha

A natação brasileira encerra sua participação no Mundial de Budapeste com duas medalhas: uma de prata, conquistada por Nicholas Santos nos 50m borboleta, e uma de bronze, de Guilherme Costa nos 400m livre. Os medalhistas olímpicos Bruno Fratus e Fernando Scheffer não se classificaram para as finais dos 50m livre e dos 200m livre, respectivamente.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Mundial de Esportes Aquáticos