Siga o OTD

Planeta Ippon

Larissa cai para Abe e Cargnin vai às oitavas no Mundial

Brasileira ficou na segunda luta após enfrentar a agora bicampeã mundial. Cargnin venceu duas lutas e Eleudis Valentin caiu na estreia

Larissa Pimenta contra Uta Abe no Mundial de judô em Tóquio
Mayorova Marina/IJF

A brasileira Larissa Pimenta enfrentou e caiu para a japonesa Uta Abe na segunda rodada do Mundial de Judô em Tóquio, na madrugada de domingo (25) para segunda (26) pelo horário de Brasília.  Daniel Cargnin foi o melhor brasileiro do dia, chegou até as oitavas de final, e Eleudis Valentim ficou na estreia.

O Campeonato Mundial de Judô continua na terça-feira (27) de Tóquio, terceiro dia de disputas na Nippon Budokan. A única brasileira no tatami será a campeã olímpica Rafaela Silva. Acompanhe ao vivo aqui pelo Olimpíada Todo Dia a partir das 22h desta segunda-feira (26).

Larissa Pimenta, em seu primeiro mundial adulto, estreou contra Raguib Abdourahman do Djibuti e não se desgastou. Ganhou nos primeiros segundos da luta e se classificou para pegar Abe, japonesa primeira cabeça de chave e que entrou no tatame para defender o título do ano passado. Ela acabou conseguindo e se sagrou bicampeã mundial, tri se contar o mundial júnior de 2017.

+ Calendário e resultados dos atletas brasileiros

Uta Abe é uma das maiores judocas da atualidade, sem derrota registrada no circuito mundial desde o Grand Slam de Tóquio, em 2016, quando perdeu a final em dezembro de 2016. Contra Larissa, ganhou com autoridade marcando dois waza-aris rápidos.

“Não acho que tenha sido cedo demais para enfrentá-la. Eu estou aqui para lutar com qualquer atleta. Se fosse na primeira ou na última, eu daria meu melhor de qualquer forma”, disse Larissa Pimenta. “A ideia era não respeitar. A maioria respeita, porque ela é a Abe. Não é faltar com respeito, é ir para cima. Quando vi que ia lutar com ela não fiquei com medo. A gente pode ganhar na vontade e eu busquei ser agressiva. Nisso, eu evoluí”.

Nesse ano, o primeiro dela como atleta da seleção principal, Larissa Pimenta conquistou oito medalhas e subiu para a 20ª posição no ranking mundial do 52kg. Entre os seus principais resultados, estão o bronze no Grand Slam de Baku, o ouro no Campeonato Pan-Americano e o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Larissa ainda lutará o Mundial Júnior neste ano, em Marraquexe, em busca de uma primeira medalha em competições deste nível.

Daniel Cargnin e Eleudis Valentim

Daniel Cargnin, prata no Pan de Lima, começou com duas vitórias e parou nas oitavas diante do ucraniano Bogdan Iadov. Venceu por ippon o turco Sinan Sindal na primeira e a seguir passou pelo búlgaro Bozhidar Temelkov com um waza-ari no golden score.

Contra Iadov, Daniel levou uma contra golpe que precisou da comissão de vídeo para ser confirmado como um waza-ari. “Eu estava tão focado durante a luta que, confesso, não vi se foi ou não. Acho que é o momento de fazer uma análise crítica, não só desse lance, mas de toda a competição, trabalhar, corrigir e seguir em frente”, disse Daniel Cargnin, atual número 9 do mundo no meio-leve masculino.

Eleudis Valentim (52kg) enfrentou na estreia do Mundial de Judô Angela Delgado, dos Estados Unidos, vice-campeã no pan-americano de judô em abril. A brasileira perdeu por um waza-ari no golden score.

“A minha estratégia era lutar solta e feliz, porque sempre que luto assim consigo bons resultados. Mas, quando vi a chave, vi que dava para chegar mais longe nesse Mundial e acho que isso me colcou um pouquinho de carga”, analisou Eleudis ao sair do tatami. “Fui para o golden score com uma punição na frente. Nesse momento, ou vocês espera para entrar na hora certa ou arrisca. Eu esperei para entrar, mas não consegui essa abertura para encaixar o golpe o perfeito, no caso, o ippon que eu estava buscando.”

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Planeta Ippon