Siga o OTD

Pan Júnior - Cáli 2021

Brasil confirma favoritismo por equipes e fica com o ouro no judô

Depois de liderar o quadro de medalhas do judô no individual, o Brasil venceu a República Dominicana, Cuba e os Estados Unidos para ser ouro por equipes

Judô Brasil Jogos Pan-Americanos Júnior de Cáli
William Lucas/COB

Depois de liderar o quadro de medalhas do judô nas disputas individuais, o Brasil confirmou o favoritismo e ficou com o ouro na disputa por equipes mistas. Na noite deste domingo (28), os brasileiros venceram a República Dominicana, Cuba e os Estados Unidos para ficar com o título dos Jogos Pan-Americanos Junior de Cáli.

-Beatriz Souza conquista medalha de ouro no Grand Slam de Abu Dhabi

Como foi o dia

O primeiro duelo do dia foi entre Brasil e República Dominicana. No primeiro duelo, Gabriel Falcão fez um duelo estremamente igual e a definição ficou para o detalhe. Já na reta final, o atleta brasileiro conseguiu um waza-ari, já no golden score, e colocou a equipe em vantagem.

Em sua segunda luta do confronto, Luana Carvalho foi para o tatame e teve Ariela Sanchez pela frente. Com dificuldade de manter a pegada, a brasileira recebeu duas punições logo no começo do confronto e ficou em situação complicada. Por conta disso, Luana foi para o tudo ou nada e acabou sofrendo duas entradas e foi superada por ippon.

No terceiro embate entre Brasil e República Dominicana, Victor Nascimento teve como adversário Alvez Castro. Partindo para o ataque desde o começo, o judoca basileiro dominou o combate e saiu com uma vitória por imobilização, colocando a vantagem para o time brasileiro em 2 a 1. No duelo seguinte, Eliza Ramos foi desclassificada logo no começo e a série de combates voltou a estar empatada.

Na quinta luta, Kayo Santos foi o judoca que representou o Brasil. Conseguindo o comando da luta desde o início, Kayo conseguiu dois waza-ari quase que em sequência e deixou o time brasileiro com o match point do confronto. Thayane Lemos e Clara Parinas entraram no tatame em seguida e a brasileira manteve o ritmo. Atacando muito mais, a judoca do Brasil conseguiu um waza-ari rápido e se colocou em vantagem. Com a liderança do combate, Taiane controlou o duelo e fechou a série em 4 a 2 para o lado brasileiro.

A semifinal

No duelo por um dos lugares na decisão, o Brasil encarou Cuba e não começou bem. Nos dois primeiros combates, os judocas brasileiros acabaram derrotados e o país ficou em situação complicada. Pressinada, a equipe brasileira renasceu. Nos dois duelos seguintes, com Eliza Ramos e Kayo Santos, os brasileiros conseguiram duas vitórias e igualaram o marcador.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Na sequência do confronto, Cuba voltou a ficar na frente, ao vencer o quinto combate. No sexto, Gabriel Falcão conseguiu o ippon e forçou o duelo desempate. Nele, após o sorteio, Marcos Santos e Sergei Rodriguez voltaram para o tatame. No combate, que funciona como golden score, Marcos encaixou um golpe, teve waza-ari pontuado e fechou a semifinal com triunfo verde e amarelo.

A decisão do ouro

Na disputa pelo ouro, o Brasil teve pela frente os Estados Unidos. No primeiro combate, Victor Nascimento comandou a luta desde o começo e saiu com o triunfo por ippon. No segundo confronto, Eliza Ramos fechou a luta com velocidade e confirmou a vitória com uma imobilização.

Na terceira luta da final, Daniel Lemes ficou com a vitória por conta das punições que o judoca americano sofreu e, com isso, o Brasil com o match point para o título dos Jogos Pan-Americanos Júnior de Cáli. Na quarta luta, Thayane Lemos foi para definir a decisão. Com muito mais volume de luta, a judoca brasileira fez com que a adversária sofresse três punições e ficou com a vitória, dando o ouro para o Brasil.

Mais em Pan Júnior - Cáli 2021

viagra