Siga o OTD

Pan Júnior - Cáli 2021

Brasil dá show na natação e leva mais cinco ouros em Cáli

Na segunda noite de natação nos Jogos Pan-Americanos Júnior, Brasil conquistou cinco ouros, uma prata e um bronze em Cáli

cinco ouros natação jogos pan-americanos cali 2021

O Brasil continua dando show na natação dos Jogos Pan-Americanos Júnior de Cáli. Na segunda noite da natação, foram sete medalhas, cinco de ouro, uma de prata e uma de bronze. Ana Carolina Vieira (200 m livre feminino), Breno Correia (200 m livre masculino), Clarissa Rodrigues (100 m borboleta feminino), Kayky Mota (100 m borboleta masculino) e o revezamento 4 x 100 m livre misto foram os campeões da noite.

A primeira vitória foi de Ana Carolina Vieira, que era a favorita dos 200 m livre feminino, mas bateu na frente da venezuelana Maria Cottin por apenas 0s01, conquistando o ouro com a marca de 2min02s16. “O finalzinho foi difícil, mas deu tudo certo. Meu objetivo era bater na frente e eu consegui”, comemorou.

+Brasil fatura quatro ouros no primeiro dia da natação

Nos 200 m livre masculino, Breno Correia teve um desempenho espetacular e fez um tempo melhor do que o conseguido nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O brasileiro chegou à medalha de ouro com 1min47s46. “Estou vivendo um momento muito particular, com muitas competições. Vim da Holanda para competir aqui porque estou dando muita importância para o Pan Júnior e também porque serve preparação para o Mundial de piscina curta, que vai ser em dezembro”, explicou.

Nos 100 m borboleta feminino, Clarissa Rodrigues venceu com o tempo de 1min00s19, mas não ficou 100% satisfeita com o tempo que fez. “Eu já nadei para 59s, mas adorei a prova. Ganhar já me deixou feliz. Está tudo certo, mas eu vou melhorar esse tempo. Vou trabalhar para isso”, prometeu.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Nos 100 m borboleta masculino, a briga pela medalha de ouro foi entre dois brasileiros. Kayky Mota venceu com 52s81, superando por 0s01 Matheus Gonche, que disputou a mesma prova nos Jogos Olímpicos de Tóquio. “Foi uma temporada difícil em que eu tive que lidar com uma lesão no ombro. Foi merecedor conseguir a vaga para os Jogos Pan-Americanos de Santiago. Vou comemorar e pensar nos próximos objetivos”, comemorou Kayky, enquanto Matheus lamentou. “É difícil se manter no topo. Hoje não saio da piscina como eu queria, mas parabéns pra o Kayky, que bateu na frente”.

Nos 200 m costas feminino, Fernanda De Goeij começou muito mal e chegou a se chocar com uma das raias nos primeiros 50 m, mas conseguiu reagir e no quarto final da prova conseguiu ultrapassar três adversárias para bater em terceiro lugar e ganhar a medalha de bronze. “Eu tinha a estratégia de lutar até o final. Não tive um bom ciclo de treinamento e minhas condições respiratórias estão ruins. Fui abençoada com essa medalha”, comemorou.

Para completar o dia de vitórias, o Brasil fechou a noite com a medalha de ouro no revezamento 4 x 100 livre misto. A equipe formada por Victor Alcará, Breno Correia, Stephanie Balduccini e Ana Carolina Viera nadou muito e ganhou com quase seis segundos de vantagem sobre os rivais mais próximos.

Mais em Pan Júnior - Cáli 2021

viagra