Siga o OTD

Hipismo

Quatro brasileiros competem no Concurso de Saltos em Vilamoura

André Miranda, Luiz Felipe de Azevedo, Monika Guillon e Felipe Guinato representaram o Brasil em evento disputado em solo português

O programa de abertura da segunda semana do circuito português de hipismo do Vilamoura Champions Tour de 2020 começou nesta terça-feira (13). Quatro cavaleiros brasileiros esteve em ação no primeiro dia do evento, que contou com provas de cavalos jovens e o CSI3* (Concurso de Saltos Internacional 3 estrelas). A competição teve um início intenso com a participação de 350 conjuntos
Brasileiros competiram na abertura da segunda semana do circuito português de hipismo Vilamoura Champions Tour de 2020 (Facebook/VilamouraEquestrianCentre)

O programa de abertura da segunda semana do circuito português de hipismo saltos do Vilamoura Champions Tour de 2020 começou nesta terça-feira (13). Quatro brasileiros estiveram em ação na estreia do evento, que contou com provas de cavalos jovens e o CSI3* (Concurso de Saltos Internacional 3 estrelas). A competição teve um início intenso, com a participação de 350 conjuntos.

+ Marlon Zanotelli obtém dois bons resultados na França

Os brasileiros competiram nas provas de hipismo com cavalos jovens. Na disputa de montarias de cinco anos, sem cronômetro e com obstáculos de 1.10 m, 37 dos 53 times dividiram a liderança. Entre eles André Miranda, com Kingston End, que fez o percurso em 66s25, e Luiz Felipe de Azevedo, com Click Clack Vdc Z, em 66s80. Felipe Guinato, com Chaccos Star TW, cometeu uma penalidade e concluiu em 76s01, em 38º, fora dos classificados.

+ Marlon Zanotelli fecha semana em Grimaud com uma 10ª colocação

Na disputa entre os animais com seis anos, sem relógio e com obstáculos de 1.20 m, a vitória ficou com J Peroni WFS, montado pela britânica Laura Renwick, que fechou o trajeto em 56s45. Nessa prova, o brasileiro Luiz Felipe de Azevedo, com Sierra du Piedroux, ficou em 16º lugar, fechando em 63s66 e entre os 19 conjuntos classificados.

Mais brasileiros em ação

Já na prova de hipismo entre montarias com sete anos, sem cronômetro e com obstáculos de 1.30 m, o triunfo ficou com Amames Brimbelles Z, do francês Titouan Schumacher, que encerrou a prova em 55s87. O brasileiro André Miranda, com Ibiza-S, concluiu o percurso sem penalidade e em 70s40, na 34ª colocação, ficando de fora da lista dos 16 classificados.

+ Rodrigo Pessoa é 5ª nos EUA; Johanpetter e Veniss vão bem

Por fim, na prova CY01-110, sem relógio e com obstáculos de 1.10 m, a sueca Hannah Åkerblom, montando Colombina, zerou o percurso em 67s86. Assim como a brasileira Monika Guillon, com Uladine des Nauves, que fechou a disputa sem penalidade e em 71s92. Foram 22 competidores e apenas 12 classificados, deixando Felipe Guinato, com Casoon, de fora, já que concluiu o trajeto na 14ª posição, com uma penalidade e em 74s73.

Sem brasileiros nas disputas no CSI3*

No evento mais importante do dia, o CSI3*, em duas etapas, com penalidades agregadas e com obstáculos de 1,35 m, dois conjuntos italianos assumiram as primeiras posições da tabela. Participaram 71 times, dos quais Roberto Turchetto, com Adare, com o melhor aproveitamento, e Marta Bottanelli, em segunda, com Vesthigo Z. O irlandês Jack Ryan se classificou depois dos italianos, em terceiro lugar, com KBS Major Player.

Já na prova CSI3* no Vilamoura Champions Tour de 2020, sem relógio e com obstáculos de 1,30 m, a britânica Charlene Bastone, com Avalon du Carpont, e Chloe Aston, com F Termie R12, ficaram em primeiro e segundo lugares. Foram 68 participantes e 17 conjuntos classificados.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

🏅🐴Congratulations to the winners of today, week 2 day 1🐴 ✅ Titouan Schumacher (FRA) with Amames Brimbelles Z 🥇the…

Publicado por Vilamoura Equestrian Centre em Terça-feira, 13 de outubro de 2020

Mais em Hipismo

viagra