Siga o OTD

Os atletas da seleção brasileira masculina de ginástica artística estão reunidos no Rio de Janeiro para um período de 11 dias de avaliação. Essa preparação começou no domingo (22) e vai até quarta-feira (2/12). Com Arthur Nory inserido, os ginastas, sob a supervisão do coordenador técnico Marcos Goto, superaram a metade deste primeiro encontro desde a fase de isolamento social por conta da pandemia do coronavírus

Ginástica Artística

Atletas da seleção masculina são avaliados com foco em 2021

O medalhista olímpico Arthur Nory, bronze no solo na Rio-2016, está neste grupo de ginastas que fazem testes físicos e de desempenho no CT do Time Brasil.

Arthur Nory participa deste período de avaliação da seleção brasileira de ginástica (Ricardo Bufolin/CBG)

Atletas da seleção masculina são avaliados com foco em 2021

Os atletas da seleção brasileira masculina de ginástica artística estão reunidos no Rio de Janeiro para um período de 11 dias de avaliação. Essa preparação começou no domingo (22) e vai até quarta-feira (2/12). Com Arthur Nory inserido, os ginastas, sob a supervisão do coordenador técnico Marcos Goto, superaram a metade deste primeiro encontro desde a fase de isolamento social por conta da pandemia do coronavírus.  

+ Na vanguarda, Arthur Zanetti testa ‘meditação’ tecnológica

Essa etapa de avaliações, denominada “Estágio de Treinamento GAM (Ginástica Artística Masculina)”, está sendo realizada no Centro de Treinamento Time Brasil, situado no Parque Olímpico do Rio de Janeiro. O COB (Comitê Olímpico do Brasil) e a CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) estruturaram normas rigorosas para preservar todos os participantes. Isso fez com que a atividade não fosse aberta a um número maior de ginastas e treinadores.

+ Japão receberá Campeonatos Mundiais de ginástica em 2021

“Esta etapa é muito importante para avaliar os atletas, estabelecer metas e planejar os próximos passos. O grupo está bem. Cada um respeitou muito bem os seus limites. O retorno aos treinos foi gradativo e seguro. Todo o grupo está motivado e buscando a melhor preparação para as competições previstas para 2021”, disse Marcos Goto, coordenador da seleção de ginástica artística masculina.

Marcos Goto é o coordenador técnico da seleção brasileira masculina de ginástica (Ricardo Bufolin/CBG)
Marcos Goto é o coordenador técnico da seleção brasileira masculina de ginástica (Ricardo Bufolin/CBG)

Informações para o planejamento

De acordo com Marcos Goto, o período é de abastecer a comissão técnica de informações para os compromissos de 2021. “Neste estágio a prioridade é a avaliação da condição física dos atletas, por meio de testes biomecânicos, funcionais e com a equipe multidisciplinar, o que inclui testes no Laboratório Olímpico. Esse mapeamento fará diferença para identificarmos pontos prioritários de melhoras, traçar as estratégias e objetivos individuais”, completou.

+ Gaudio exalta série em parceria com consagrada técnica búlgara

Para Juliana Fajardo, gestora esportiva do COB com atuação junto à ginástica, destacou a relevância dessa etapa de atividades realizada no Rio de Janeiro. “Este é o primeiro estágio de treinamento no Centro de Treinamento após o período de isolamento. Buscamos mapear os principais atletas da seleção e, junto aos treinadores, estabelecer o planejamento para o próximo ano”, apontou a dirigente.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Arthur Nory está no Rio de Janeiro junto com seus companheiros de seleção brasileira (CBG/Divulgação)
Arthur Nory está no Rio de Janeiro junto com seus companheiros de seleção brasileira (CBG/Divulgação)

Mais em Ginástica Artística