Siga o OTD

Curiosidades olímpicas

Christie Rampone: a capitã de ouro da seleção dos EUA

Zagueira é a única estadunidense até hoje a ter conquistado quatro medalhas olímpicas. Tem ainda dois títulos de Copa do Mundo e recorde de partidas pela seleção

Christie Rampone - Seleção EUA - futebol feminino
Christie Rampone é tricampeã olímpica com a seleção de futebol dos EUA (Instagram/christierampone3)

O futebol feminino tem sido dominado há anos pelos Estados Unidos. Num país em que o investimento na modalidade é maior do que em boa parte do mundo, floresceram grandes talentos que alçaram à seleção ao mais alto nível. Um deles é Christie Rampone, a única estadunidense até hoje a ter conquistado quatro medalhas olímpicas, sendo três ouros e uma prata. Ao todo, disputou 311 partidas pela seleção dos EUA, segunda maior marca na história do futebol internacional, considerando homens e mulheres, e disputou cinco finais de Copa do Mundo.

Christie Rampone, no entanto, não começou “só” no futebol. Durante os anos do ensino médio, ela foi atleta de quatro esportes: futebol, basquete, atletismo e hóquei em campo. Marcou 2.190 pontos na carreira no basquete e foi a primeira atleta feminina na história de Nova Jersey a liderar sua conferência em três esportes diferentes. 

+CONHEÇA O BLOG DE CURIOSIDADES OLÍMPICAS

Assim, ela conseguiu uma bolsa de basquete para estudar na Monmouth University, sendo a armadora titular da equipe. Foi durante o seu último ano que o então técnico da seleção feminina de futebol dos Estados Unidos, Tony DiCicco, a chamou para a equipe. Foi em janeiro de 1997, poucos meses após o país conquistar a primeira medalha de ouro olímpica. 

Ela acabou optando por perder vários jogos de basquete por essa chance na seleção de futebol. Começou como atacante, mas logo foi colocada para jogar de zagueira, posição que nunca mais abandonou. E depois de uma boa atuação em um training camp em San Diego, foi convocada para sua primeira partida, contra a Austrália. 

Entrou para ficar

Christie Rampone - seleção EUA
Christie esteve na campanha do título da Copa de 1999 (Instagram/christierampone3)

Christie Rampone saiu do banco em seu primeiro jogo, jogando o segundo tempo, e então começou sua segunda partida já como titular. Com exceção de lesões e do nascimento de suas duas filhas (Rylie, em 2005, e Reece, em 2010), ela raramente ficou fora do time titular da seleção feminina dos EUA nos 19 anos seguintes. 

Foram 272 partidas começando como titular em um total de 311 partidas. Ela jogou 24.011 minutos pela seleção, a segunda maior marca na história dos EUA. 

+CONHEÇA O BLOG OTD DELAS

Logo nos seus primeiros anos na seleção, Christie Rampone disputou sua primeira Copa do Mundo em 1999, e mesmo como reserva, já se sagrou campeã. E fez sua estreia olímpica em Sydney-2000, quando a seleção feminina dos EUA ficou a medalha de prata. 

Currículo recheado 

Christie Rampone - seleção EUA
Christie Rampone é também bicampeã da Copa do Mundo (Instagram/christierampone3)

Quatro anos depois, ela conquistou o seu primeiro ouro olímpico, em Atenas-2004, na final sobre o Brasil. Nas duas Olimpíadas seguintes, repetiu o feito, faturando assim mais duas medalhas douradas e se tornando a única atleta do país com quatro conquistas olímpicas.

Já em Copas do Mundo, Christie Rampone é bicampeã, em 1999 e levantando a taça como capitã em 2015, quando também se tornou a mulher mais velha a disputar uma final de Copa do Mundo. Além disso, ela e Kristine Lilly são as únicas duas jogadoras dos EUA que disputaram cinco edições do Mundial.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Ela foi capitã da seleção em duas dessas campanhas douradas em Jogos Olímpicos, nos quais disputou 22 partidas, mais do que qualquer outro jogador dos Estados Unidos.

Christie Rampone pendurou as chuteiras em 2017. Desde então, ela é comentarista em jogos da seleção feminina dos EUA e realiza palestras e sessões de treinamento em grupo ao redor do país.

Mais em Curiosidades olímpicas